Izabel afirma que MDB vive seu pior momento no RN

Para presidente MDB vive seu pior momento (Foto: autor não identificado)

Para a presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro (MDB) afirmou em conversa com o Blog do Barreto que o seu partido vive seu pior momento em 53 anos de história do Rio Grande do Norte.

Na avaliação, o MDB vem cometendo uma sucessão de erros desde a derrubada da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016. “O partido vem errando desde o golpe (impeachment) e isso refletiu no Rio Grande do Norte. Hoje só temos um mandato no Congresso”, argumentou.

Segundo Izabel a rixa entre o deputado federal Walter Alves e o ex-ministro Henrique Alves piora a situação. “Não estou satisfeita com essa situação entre o deputado Walter Alves e Henrique. O partido precisa mudar sua forma de ser conduzido”, declarou.

Outro ponto lamentado por Izabel foi a exclusão do diretório estadual na última convenção cartorial. “Não porque sou presidente da Câmara Municipal. É pela minha história com o partido. Já me queixei com o ex-senador Garibaldi”, informou.

Presidente da Câmara cumpre agenda em Brasília

A presidente da Câmara vai a Brasília cumprir agenda com o médico Cure de Medeiros, dirigente do o Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM).

O objetivo é conseguir mais recursos para tratamentos de câncer em Mossoró. “A tabela dos atendimentos é muito baixa”, frisou.

Izabel disse que não tem condições de mossoroenses se deslocarem cerca de 300 Km para fazer tratamento de câncer.

Compartilhe:

Para presidente da Câmara, MDB está “se acabando” no RN por falta de diálogo e liderança

No programa Meio-Dia Mossoró da 95 FM a presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro (MDB) relatou que o partido dela vive a maior crise de sua história.

Para a parlamentar a falta de diálogo levou o partido a esta situação. “O MDB já teve muitas crises, mas essa é a maior de todas. Aqui no Rio Grande do Norte está se acabando por estar faltando diálogo e liderança”, disparou.

A vereadora citou o caso do deputado estadual Hermano Morais que está deixando o MDB e lembrou que o prefeito de Natal Álvaro Dias pode sair também. “Vão sobrar com mandato mais relevantes Walter Alves (deputado federal) e Nelter Queiroz (deputado estadual) que é mais independente”, lembrou.

Ela reforçou que as declarações de Walter atacando o ex-ministro Henrique Alves não foram boas para o MDB. “Henrique já deixou claro que está fora da militância partidária”, argumentou.

O presidente estadual do MDB é o ex-senador Garibaldi Alves Filho.

Compartilhe:

Deputado comunica que vai deixar partido

Segundo o jornalista Cassiano Arruda Câmara, o deputado estadual Hermano Morais comunicou ao ex-senador Garibaldi Alves Filho que está deixando o MDB.

O parlamentar já vinha externando a insatisfação com o partido.

Além de Hermano já trocaram de partido na Assembleia Legislativa Cristiane Alves (trocou o PPL pelo Solidariedade) e Coronel Azevedo que já acertou saída do PSL, mas não definiu um novo partido.

Compartilhe:

Garibaldi: um político na “reserva”

Garibaldi vai para a “reserva” (Foto: reprodução BCS)

Leio no Blog do jornalista Carlos Santos repercussão da entrevista do ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB) ao Jornal do Dia da TV Ponta Negra em que ele anuncia que não disputará mais eleições.

Principal eleitor do Estado por quase 30 anos, Garibaldi sofreu uma derrota melancólica em 2018 ao não conseguir se reeleger para o Senado. Mas de 12 eleições foram duas derrotas que faz dele o político mais vitorioso do Rio Grande do Norte.

Agora ele está aposentado.

Política ele seguirá fazendo, mas sem disputar eleições como deixa bem claro. Mal comparando seria como um militar na reserva que pode voltar à ativa caso seja convocado.

Caso raro de político sincero e capaz de fazer autocrítica pública, Garibaldi admite que o povo potiguar não quer mais ser governado por famílias.

Ele também lamentou a briga pública entre o filho Walter Alves e o primo/irmão Henrique Alves. Não passou a mão na cabeça de “Waltinho”.

Garibaldi se curvou os fatos e parece reconhecer que o tempo dele na política eleitoral já passou.

Bom descanso!

Compartilhe:

Izabel sobre “treta” no MDB/RN: ‘Se unidos é difícil, divididos fica impossível’

Blog Carol Robeiro

A presidente estadual do MDB Mossoró, Izabel Montenegro, conversou sobre o racha que existe entre Walter Alves e Henrique Alves no Estado. Ela se refere à polêmica que aconteceu na semana passada, em que o deputado federal resolveu tornar público através do seu endereço no twitter o desentendimento com o líder histórico do partido (veja abaixo).

A presidente da Câmara de Mossoró disse que primeiro é necessário esperar Garibaldi Alves se recuperar da cirurgia. Ela conta que conversou com Henrique Alves e “sentiu” que a intenção dele é apagar esse incêndio.

“Não é bom para o MDB, que não vive um momento bom no país e no estado, continuar com essa briga entre Garibaldi, Henrique e Walter. Garibaldi e Henrique são primos-irmãos, sempre se deram muito bem e o resultado das urnas mandou um recado: não foi fácil, Walter quase perdeu. Se unidos é difícil, divididos fica impossível”, diz.

Veja entrevista com Izabel:

Compartilhe:

Político perde comando partidário de forma inusitada

MDB de “Governador” sofre reviravolta (Foto: autor não identificado)

Blog Tio Colorau

Aconteceu no município de Governador Dix-sept Rosado um fato que ninguém jamais apostaria: o ex-prefeito Gilberto Martins (de verde) e o atual vice-prefeito Sanimarcos Firmino deixarão o MDB, e não é por vontade deles.

Gilberto Martins está no partido há 34 anos, sendo assim um dos integrantes da lista de políticos do interior que sempre foram fieis ao partido de Aluízio Alves.

Já o vice-prefeito Sanimarcos Firmino, atualmente rompido com o prefeito Antonio Bolota (PHS), está no MDB há 22 anos. Até o final de março ele era o presidente da sigla no município. Assim como Gilberto Martins, só vestiu essa cor partidária.

Tanto Gilberto como Sanimarcos foram pegos de surpresa quando acessaram os sistemas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e viram que a diretoria do partido em Governador foi alterada, e que o atual presidente é Zeonir Júnior (Júnior de Salete), aliado do atual prefeito. Ou seja, a diretoria estadual entregou o partido ao prefeito Antonio Bolota.

Para tentar entender o que aconteceu, entrei em contato com o vice-prefeito, o qual confirmou que ele e Gilberto Martins realmente foram pegos de surpresa e que até agora ele, que era o presidente do partido no município há três anos, não recebeu nenhum comunicado formal ou informal acerca da mudança na diretoria local.

Até agora aguarda um comunicado do Diretório Estadual do MDB, que tem o ex-senador Garibaldi Filho como presidente, para então proceder com a entrega do material do partido em sua posse.

Nas últimas eleições, o prefeito Antonio Bolota apoiou a candidatura à reeleição do deputado federal Walter Alves. É bem provável que nas negociações entre ambos tenha ficado acertado que o MDB seria entregue ao atual prefeito.

O episódio revela outra disputa acirrada entre o deputado federal Walter Alves e o ex-ministro Henrique Alves. Segundo outras fontes ouvidas pelo blog, Henrique pleiteou a permanência do grupo de Gilberto Martins na presidência do partido em Governador Dix-sept Rosado, mas o presidente Garibaldi Filho decidiu atender ao pleito de Walter Alves, seu filho.

E AGORA?

Tudo isso aconteceu após o ex-prefeito Gilberto Martins manifestar seu desejo de se candidatar a prefeito no próximo pleito, fato ocorrido na rádio local há aproximadamente 20 dias.

Não conversei com Sanimarcos sobre o destino partidário dele e de Gilberto, mas fontes consultadas pelo blog disseram que eles provavelmente irão para o PRB.

 

Compartilhe:

Ninho bacurau em crise interna: Walter Alves expõe racha político e familiar

Provocado pelo prefeito de Coronel Ezequiel “Boba”, o deputado federal a se posicionar no Twitter a respeito da possibilidade de o ex-ministro Henrique Alves Assumir o comando do MDB no Rio Grande do Norte. O assunto veio à torna jornalisticamente através da jornalista Thaísa Galvão.

Walter foi curto e grosso:

“A informação não procede, prefeito. Inclusive, comunicamos à direção do MDB nacional, que, caso o senhor Henrique Alves, com quem não tenho relação pessoal e política há anos, venha assumir a legenda, Garibaldi e eu deixaremos o partido”.

A má relação entre Walter Alves e Henrique sempre foi assunto recorrente nos bastidores, mas agora veio à tona nas redes sociais. Durante a campanha do ano passado, o ex-ministro teria colocado sua estrutura em favor de Benes Leocádio (PRB) que terminou sendo o deputado federal mais votado enquanto o primo viria sua votação despencar 111.731.

A família Alves já passou por outros rachas no passado quando em 2002 o núcleo de Agnelo Alves, pai do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), rompeu com a ala aluizista onde sempre estiveram inseridos o ex-senador Garibaldi Alves Filho, pai de Walter, e Henrique Alves, filho de Aluízio.

Esta oligarquia está a frente do MDB do Rio Grande do Norte desde 1980.

SAÚDE

O episódio ocorre no momento em que Garibaldi se recupera de uma cirurgia na cabeça realizada na última segunda-feira no Hospital Sírio Libanês em São Paulo.

Inclusive, nos bastidores, Henrique disse que evitaria comentar o assunto por estar mais preocupado com a saúde do senador.

Compartilhe:

Ex-senador passa por cirurgia na cabeça

Agora RN

O ex-senador Garibaldi Alves (MDB) tem evoluído bem após passar por uma cirurgia no cérebro, e deve ter alta nesta terça-feira, 8. A informação foi passada ao Agora RN por meio de assessoria de imprensa.

Garibaldi havia sido internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele foi submetido, no último sábado, 6, a um procedimento cirúrgico para tratar um quadro de hidrocefalia.

O ex-parlamentar vinha relatando dificuldades de manter o equilíbrio e desconfortos. Após a cirurgia, Garibaldi permaneceu algumas horas em um Centro de Recuperação de Operados (CRO). No começo da noite do sábado, ele foi transferido para um apartamento.

Ainda de acordo com a assessoria de Garibaldi Alves, o ex-senador passa bem e seu quadro de saúde vem apresentando melhorias.

Compartilhe:

Garibaldi avisa que segue na vida pública

Garibaldi segue na política (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Aos 71 anos o senador Garibaldi Alves Filho (MDB) avisou em artigo publicado em vários veículos de comunicação da capital que segue na vida pública.

Governador do Rio Grande do Norte duas vezes, ex-presidente do Senado, senador de três mandatos, prefeito de Natal e deputado estadual em quatro oportunidades, Garibaldi ainda pode disputar eleições.

Ele também foi presidente do Senado entre 2008 e 2009.

Nas últimas eleições ele foi o quarto colocado com 376.199 votos não conseguindo a reeleição.

Em 2022 Garibaldi terá 75 anos.

Compartilhe: