Categorias
Matéria

Cotado para deixar o MDB, Henrique Alves manda recado no Twitter: “Partido não é hospedaria”

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves, cotado para deixar o MDB, usou as redes sociais para mandar um recado sobre sua eventual mudança partidária.

Ao ser informado pelo jornalista Rubens Lemos Filho de que aparece num trecho da biografia de Tancredo Neves em que é citado nas articulações para tornar o mineiro líder do partido em 1978 o emedebista lembrou de sua história no partido:

Recebo de @RubensLemos uma página da biografia de Tancredo. Em 78, a luta do nosso MDB para fazê-lo líder do partido. Merecimento! A minha escola, vida, história que não se apaga;  “Partido não é hospedaria”. 51 anos com essa bandeira na mão. Coerência. Sem ódio e sem medo!

Trecho da biografia de Tancredo Neves

Após ser absolvido em processo que responde com o ex-presidente Michel Temer, Henrique ganhou fôlego e ensaia um retorno as disputas eleitorais. No entanto, ele é desafeto do deputado federal Walter Alves, presidente estadual do MDB.

Categorias
Matéria

Henrique prepara retorno à política fora do MDB

Henrique pode estar de malas prontas para o Cidadania (Foto: Web/autor não identificado)

Ex-ministro, ex-presidente da Câmara dos Deputados e parlamentar por 44 anos Henrique Alves ensaia retorno à política.

Segundo a jornalista Thaisa Galvão ele afivela as malas para deixar o MDB, partido que ele ajudou a organizar no Rio Grande do Norte junto com o pai Aluízio Alves no pós-ditadura militar.

Segundo a colega ele estaria encaminhado para ir para o Cidanania (antigo PPS) visando voltar a Câmara dos Deputados.

Henrique está sem clima no MDB por causa do péssim relacionamento que tem com o primo e deputado federal Walter Alves, que preside o partido no Estado.

Henrique ficou de fora das eleições 2018 e chegou a ficar quase um ano preso por causa de processos envolvendo a Operação Lava Jato. Recentemente ele foi absolvido em outra ação, o “Quadrilhão do MDB”.

O deputado tem feito sinalizações e opinado bastante sobre temas do Rio Grande do Norte nas redes sociais.

Categorias
Matéria

Henrique é absolvido em processo que responde junto com Temer

Henrique, Temer e outros emedebistas foram absolvidos (Foto: Jorge William /Agência O Globo)

Por Márcio Falcão e Fernanda Vivas, TV Globo — Brasília

O juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, absolveu o ex-presidente Michel Temer e outros políticos do MDB acusados de envolvimento no chamado “quadrilhão”.

Também foram absolvidos os ex-ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco e Henrique Eduardo Alves; os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures; o coronel João Baptista Lima, apontado como operador financeiro de Temer; o advogado José Yunes, amigo do ex-presidente; o doleiro Lúcio Funaro; e Altair Alves Pinto e Sidney Szabo.

Temer e os políticos do MDB foram denunciados em 2017 pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Para o juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, não há elementos contra os políticos, o MPF não conseguiu comprovar o crime de organização criminosa e tentou criminalizar a atividade política (leia detalhes da decisão mais abaixo).

“A denúncia apresentada, em verdade, traduz tentativa de criminalizar a atividade política. Adota determinada suposição – a da existência de organização criminosa que perdurou entre meados de 2006 até os dias atuais apresentando-a como sendo ‘a verdade dos fatos’, sequer se dando ao trabalho de apontar os elementos essenciais à caracterização do crime de organização criminosa”, afirmou.

Em nota, a defesa de Temer afirmou que a inocência do ex-presidente “nunca foi nem sequer maculada pelas infames acusações feitas contra ele, e a absolvição a mantém íntegra e inabalada”. Os advogados de Rocha Loures disseram que ele sempre confiou na Justiça.

A defesa de Henrique Alves afirmou que “a decisão restaura uma verdade histórica e acaba com mais uma tentativa espúria de criminalização da política no Brasil”. O advogado de Moreira Franco disse que a acusação tentou criminalizar o MDB e que agora as coisas estão “em seus devidos lugares”.

A defesa de Eduardo Cunha afirmou que a acusação foi uma “fracassada tentativa de criminalização da atividade política que merece total repúdio”. Os advogados de Geddel disseram que “a teratológica acusação não poderia ter tido outro resultado, senão a previsível absolvição sumária”.

A denúncia

Quando apresentou a denúncia, a PGR afirmou que Temer liderava uma suposta organização criminosa também formada por Cunha, Henrique Alves, Geddel, Rocha Loures, Padilha e Moreira Franco.

Segundo a Procuradoria, a suposta organização foi criada para cometer crimes contra empresas e órgãos públicos.

Quando a acusação foi feita, todos os denunciados negaram a acusação.

Ainda de acordo com a denúncia, os integrantes do suposto esquema receberam valores de propina que, somados, superaram R$ 587,1 milhões, arrecadados de empresas e órgãos públicos, entre os quais ais Petrobras, Furnas, Caixa Econômica Federal, Ministério da Integração Nacional, Ministério da Agricultura, Secretaria de Aviação Civil e Câmara dos Deputados.

A decisão da Justiça

De acordo com o juiz Reis Bastos, a denúncia do MP não traz os elementos que constituem o crime de organização criminosa e não aponta, por exemplo, a existência de estrutura ordenada estável e atuação coordenada dos denunciados.

“Numa só palavra, não evidencia a subsistência do vínculo associativo imprescindível à constituição do crime”, escreveu Bastos.

O juiz afirmou ainda que “a imputação a dirigentes de partidos políticos do delito de organização criminosa sem os elementos do tipo objetivo e subjetivo, provoca efeitos nocivos à democracia, entre os quais pode se mencionar a grave crise de credibilidade e de legitimação do poder político como um todo”.

Reportagem extraída do G1.

 

Categorias
Matéria

Deputado oficializa mudança de partido

Bernardo volta ao MDB (Foto: cedida)

O deputado estadual Bernardo Amorim agora é oficialmente do MDB. Ontem ele assinou a ficha de filiação que foi abonada pelo presidente do partido no RN, o deputado federal Walter Alves.

Por causa da pandemia de Covid-19 não ocorreu ato público.

Quando a pandemia for considerada encerrada, o deputado pretende fazer um evento para celebrar a filiação com membros do partido.

Bernanrdo Amorim retorna ao MDB, onde militou por décadas. “Retornei ao partido onde entrei na vida política. Por conta da pandemia, nos reservamos ao momento da assinatura sem público presente”, disse Bernardo Amorim nas redes sociais.

Ele foi eleito em 2018 pelo AVANTE, com 42.049 votos, o terceiro deputado mais votado daquele ano.

O MDB completou ontem 55 de fudação.

Categorias
Matéria

PSD despenca em número de prefeitos e vereadores. Confira quais partidos ganharam e perderam em representatividade no RN

PSD de Robinson perde força no RN (Foto: arquivo)

Em 2016, o PSD do então governador Robinson Faria foi o partido mais vitorioso nas eleições municipais. Quatro anos depois a legenda que hoje tem como ícone maior o ministro das comunicações Fábio Faria amarga redução de tamanho.

O PSD elegeu o maior número de prefeitos no Rio Grande do Norte. Foram 51, 34 a mais que o 17 eleitos em 2020.

A legenda que foi a segunda a eleger mais vereadores perdeu 134 cadeiras no Estado caindo de 280 para 142.

O PT de Fátima Bezerra que não fez filiações em massa de prefeitos e vereadores como aconteceu com partidos de governadores anteriores, ficou estável subindo de 2 para 3 prefeitos e de 38 para 47 vereadores.

Já o partido que mas cresceu foi o PSDB que saiu de 105 para 252 vereadores, 147 a mais, e de 10 para 31 prefeitos, 21 a mais.

O MDB segue sendo o partido com mais vereadores, subindo de 291 para 320, e prefeitos ainda que com queda 44 para 38, seis a menos.

Balanço partidário das prefeituras:

Partido 2016 2020 Saldo
PSDB 10 31 21
PP 5 13 8
PL 13 20 7
Rapublicanos 4 11 7
PROS 2 5 3
DEM 16 17 1
PT 2 3 1
SD 1 2 1
PSB 5 5 0
PDT 2 2 0
PSOL 2 1 – 1
Cidadania 1 0 -1
PTB 1 0 -1
Podemos 2 0 -2
PC do B 3 0 -3
MDB 44 38 -6
PSD 51 18 -33

Confira o balanço partidário das câmaras municipais:

Partido 2016 2020 Saldo
PSDB 105 252 147
PL 111 183 72
PP 89 136 47
Rapublicanos 47 90 43
PSC 4 41 37
MDB 291 320 29
DEM 107 129 22
PROS 26 43 17
PT 38 47 9
PSOL 4 11 7
PSL 1 3 2
PSB 114 115 1
PRTB 2 1 -1
REDE 1 0 -1
Avante 12 8 -4
Cidadania 22 14 -8
PTC 8 0 -8
PV 16 5 -11
PMN 13 1 -12
Patriotas 16 3 -13
PMB 14 0 -14
Solidariedade 73 56 -17
PTB 28 10 -18
DC 21 1 -20
PC do B 41 9 -32
Podmeos 52 1 -51
PSD 280 142 -138

 

Categorias
Matéria

MDB e PSDB são os partidos que mais fizeram prefeitos no RN

O MDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no Rio Grande do Norte. Foram 39, seguido pelo PSDB com 31 e o PL com 20.

A distribuição de prefeituras entre os partidos no RN foi alta se comparado com outros períodos da história potiguar quando DEM e (P)MDB concentravam o número de prefeitos.

Dos 33 partidos brasileiros, 13 vão está exercendo o poder nos municípios do Rio Grande do Norte a partir de 1º de janeiro.

Confira a lista de prefeitos por partidos:

Prefeitos eleitos – por partido

MDB – 39

Zé Figueiredo (São José de Mipibu)

Flávio de Berói (Nova Cruz)

Alan Silveira (Apodi)

Raulison Ribeiro (Santo Antônio)

Pacelli (São Paulo do Potengi)

Hélio de Mundinho (Guamaré)*

Luciano (Lagoa Nova)

Flaudivan (Pendências)

Rogério Couro Fino (Jardim de Piranhas)

Neném Borges (São José do Campestre)

Rivelino (Patu)

João Gomes (Brejinho)

Pinheiro (Angicos)

Tututa (Luís Gomes)

Bibi de Nenca (Campo Grande)

Osivan Queiroz (Lagoa Salgada)

Gilson Dantas (Carnaúba dos Dantas)

Marina Dias Marinho (Jandaíra)

Dr. Alexandre (Pedro Avelino)

Sael Melo (Porto do Mangue)

Jane (São Vicente)

Anibal Pereira (São João do Sabugi)

Wanessa Morais (Serra de São Bento)

Boba (Coronel Ezequiel)

Pedro Sales (Várzea)

Júnior Marques (Bento Fernandes)

Jéssica Amorim (Almino Afonso)

Jackson Dantas (São José do Seridó)

Lilito Monteiro (Rodolfo Fernandes)

Antonio Freire (Senador Georgino Avelino)

Josiene Gomes (Paraná)

Janda Jácome (Frutuoso Gomes)

Maria Elce (Major Sales)

Zé Arnor (Jundiá)

Dr. Sabino (Pilões)

Keké de Dr. Abel Filho (Rafael Godeiro)

Juninho Fagundes (Passagem)

Sandra Jaqueline (Fernando Pedroza)

Galêgo Paiva (Ipueira)

 

PSDB – 31

Álvaro Dias (Natal)

Dr. Tadeu (Caicó)

Ivanildinho (Santa Cruz)

Iraneide Rebouças (Areia Branca)

Daniel Marinho (Nísia Floresta)

Célio de Elizeu (São Miguel)

Dr. Tiago Almeida (Parelhas)

Juninho Alves (Caraúbas)

Iogo Queiroz (Jucurutu)

Dejinha (Pedro Velho)

Rossane de Germano (Ielmo Marinho)

Luis Eduardo (Maxaranguape)

Novinho (Cerro Corá)

Fernando Teixeira (Espírito Santo)

Joãozinho Furtado (Serra Caiada)

Cinthia Sonale (Grossos)

Clécio Azevedo (Bom Jesus)

Dr. Wellington (Boa Saúde)

Uady (Jaçanã)

Galo (Florânia)

Serginho (Serra Negra do Norte)

Pilola (Caiçara do Norte)

Miguel Cabral (São Pedro)

Dr. Raimundinho (José da Penha)

Fátima de Pachica (Coronel João Pessoa)

Maria Helena (Olho d’Água do Borges)

Lusimar Porfirio (São Francisco do Oeste)

Lidiane (Tibau)

Tiquinho (Ruy Barbosa)

Pedro Henrique (Pedra Grande)

Sonyara (Lagoa de Velhos)

 

PL – 20

Emídio Júnior (Macaíba)

Dr. Gustavo (Assu)

Nira (Goianinha)

André Rodrigues (Monte Alegre)

Valderedo (Ipanguaçu)

Renan Mendonça (Upanema)

Bibiano (Serra do Mel)

Reno Marinho (São Rafael)

João Paulo Lopes (Lagoa d’Anta)

Maciel Gomes (Senador Elói de Souza)

Salomão Gomes (Felipe Guerra)

Inácio Macêdo (Tenente Laurentino Cruz)

Simone Silva (Japi)

Samuel Souto (Ouro Branco)

Shirley (Messias Targino)

Dr. Cassio (Riacho de Santana)

Dr. Cleiton (Venha-ver)

Genilson Maia (São Fernando)

Irmão Naldo (Galinhos)

Ivanildinho (Timbaúba dos Batistas)

 

PSD – 18

Júlio César (Ceará-Mirim)

Marianna Almeida (Pau dos Ferros)

Divanize Oliveira (Baraúna)

Jeane Ferreira (Alexandria)

Amazan (Jardim do Seridó)

Louvado (Taipu)

Larissa (Tenente Ananias)

Renato de Doquinha (São Miguel do Gostoso)

Babau (Marcelino Vieira)

Guilherme (Lagoa de Pedras)

Jorge Fernandes (Antônio Martins)

Professor Cletson (Equador)

Keka (São Bento do Trairi)

Fabiano de Vavá (Barcelona)

Dão (São Bento do Norte)

Hudson (Santana do Seridó)*

Tarcinha (Taboleiro Grande)

Marcelo Filho (Bodó)

 

DEM – 17

Manoel Bernardo (João Câmara)

Dr. Zé Antônio (Macau)

Nixon Baracho (Alto do Rodrigues)

Valdenício Costa (Tibau do Sul)

Artur Vale (Governador Dix-Sept Rosado)

Marcos Cabral (Vera Cruz)

Márcio de Cici (Rio do Fogo)

Marineide Diniz (Carnaubais)

Raimundo Pezão (Umarizal)

Neto Moura (Pureza)

Mazé (Martins)

Zé Augusto (Portalegre)

Alberone (Encanto)

Bruno Anastácio (Rafael Fernandes)

Ceição Duarte (Lucrécia)

Ronaldo Souza (Água Nova)

Carlinhos (Jardim de Angicos)

 

Progressistas – 13

Wellinson (Canguaretama)

Felipe Menezes (Lajes)

Alaor (Itajá)

André Júnior (Itaú)

Dr. Raniery (Santa Maria)

Carlinhos de Veri (Parazinho)

Bárbara Teixeira (Serrinha dos Pintos)

Maria Olímpia (Paraú)

Marcos Aurélio (Riacho da Cruz)

Darkinha Irmã de Neto (Triunfo Potiguar)

Marcelo Oliveira (João Dias)

Paulo Henrique (Pedra Preta)

Jailton Félix (Monte das Gameleiras)

 

Republicanos – 11

Rosano Taveira (Parnamirim)

Bergson Iduino (Arês)

Alice de Assis (Santana do Matos)

Babá (São Tomé)

Camila Melo (Baía Formosa)

Neri (Doutor Severiano)

Luciano (Lajes Pintadas)

Ceiça (Caiçara do Rio do Vento)

Thuanne Souza (Vila Flor)

Jacinto Carvalho (Severiano Melo)

Ramon (Viçosa)

 

PSB – 5

Manuel Gustavo (Montanhas)

Joca (Riachuelo)

Joaquim de Medeirinho (Cruzeta)

Deda Terto (Serrinha)

Adolfo (Francisco Dantas)

 

PROS – 5

Paulinho (São Gonçalo do Amarante)

Pedro Filho (Touros)

Jussara Sales (Extremoz)

Edinho (Poço Branco)

Dr. Renam (Campo Redondo)

 

PT – 3

Odon Júnior (Currais Novos)

Neto de Zoraide (Afonso Bezerra)

Andrezza Brasil (Sítio Novo)

 

Solidariedade – 2

Allyson Bezerra (Mossoró)

Fernando (Acari)

 

PDT – 2

Doutor Airton (Tangará)

Flaviano Lisboa (Passa e Fica)

 

PSOL – 1

Salomão Gurgel (Janduís)

 

*Sub-judice

 

 

 

 

Categorias
Matéria

MDB terá 24 candidatos a vereador

MDB apresenta candidatos (Foto: Foto: divulgação)

O MDB de Mossoró lançou 24 nomes ao Legislativo e confirmou apoio à chapa Rosalba Ciarlini/Jorge do Rosário, em convenção ontem à noite (15), no plenário da Câmara Municipal.

Presente à coligação com o companheiro de chapa, a prefeita Rosalba destacou a aliança. “O MDB se soma à nossa coligação para Mossoró não retroagir”, disse a candidata à reeleição.

Líderes estaduais do partido também avalizaram a coligação. “Rosalba terá nosso apoio à reeleição e o do deputado Walter Alves em Brasília”, assegurou o ex-senador Garibaldi Filho, em vídeo.

A presidente do MDB Mossoró, Izabel Montenegro, anteviu dificuldades na campanha, mas assegurou obstinação. “Vamos continuar a resgatar a pujança de Mossoró”, conclamou.

A convenção reuniu ainda ex-vereadores e outras lideranças. Respeitou recomendações sanitárias, foi transmitida ao vivo pelo Facebook e interpretada em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Lista de candidatos

A chapa proporcional do MDB é formada por Izabel Montenegro, Lucas das Malhas, Wellington do Samu, João Galdino, Costinha, Jean Oliveira, Geovany da SBC, Marquinhos do Povão, Vericha, Evandro, Alcivan Moura, Daniel Gomes, Damásio Leite, Berg do Povo, Fátima Tubaroa, Cícera Nogueira, Manu, Priscila, Josirene do Baraúnas, Mirtes, Mara Gurgel, Vanvan, Raimundo Bigodão e Anchieta Costa Lima.

Categorias
Matéria

“Nunca recebi pressão”, diz Izabel

Izabel vai de Rosalba e Jorge (Foto: redes sociais)

Mesmo após anunciar em um grupo de vereadores que não iria à convenção do PP e depois aparecer de última hora no evento, a presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro (MDB) negou ter recebido qualquer tipo de pressão para manter o apoio à reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

“Nunca recebi pressão, nunca me chantagearam com os pouquíssimos cargos que tenho. Analisei que cada candidato da oposição está indo para um projeto pessoal. A Prefeita Rosalba tem feito uma gestão de recuperação do estrago que pegou, com certeza tem condições de fazer uma excelente gestão dando continuidade ao trabalho que iniciou”, escreveu em post do Blog do Barreto.

Na convenção de ontem o MDB confirmou que apoia a reeleição da prefeita.

Nota do Blog: Izabel fez parte da gestão atribui ter feito estrago em Mossoró.

Categorias
Matéria

MDB faz convenção hoje em Mossoró

Izabel promete chapa competitiva (Foto: cedida)

O MDB Mossoró realizará convenção, nesta terça-feira (15), às 20h, no plenário da Câmara Municipal. No ato, o partido homologará nomes ao Legislativo e coligação à Prefeitura na eleição de 15 de novembro.

Presidente da legenda em Mossoró, a vereadora Izabel Montenegro assegura que o MDB terá chapa competitiva à Câmara. O partido, segundo ela, tem história e quer continuar contribuindo também na Casa.

O ato será presencial e remoto por recomendação sanitária. Lideranças estaduais – como o deputado federal Walter Alves, o ex-senador Garibaldi Filho e o ex-deputado Henrique Alves – participarão por videoconferência.

O uso de máscara será obrigatório e o acesso, disciplinado para evitar aglomeração devido à Covid-19. A convenção será transmitida, ao vivo, pelo Facebook (https://www.facebook.com/mdbmossoro).

Categorias
Matéria

Após queixas, Izabel decide ir à convenção do PP

Izabel muda de ideia e aparece na convenção (Foto: reprodução)

Por volta das 18h a presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro (MDB) apareceu na convenção do PP. Após queixas de que não fora convidada e temor de enfrentar aglomerações ela deu as caras no evento que transcorre na Escola de Artes.

A emedebista que andou se estranhando com o líder do rosalbismo Carlos Augusto Rosado anunciou que apoiará a chapa Rosalba Ciarlini (PP)/Jorge do Rosário (PL).

Crise contornada ao menos por enquanto.