Categorias
Matéria

Isolda e Natália resistem a aliança com oligarcas

A aliança com a oligarquia Alves teve votos contrários da deputada estadual Isolda Dantas (PT) e da deputada federal Natália Bonavides (PT). A vereadora de Natal Brisa Bracchi (PT) também seguiu nessa linha.

As parlamentares já haviam se manifestado contra a aliança em outras oportunidades.

Ligado à Natália, o vice-presidente estadual do PT Daniel Valença declarou nas redes sociais que agora é hora de deixar as divergências e construir a unidade. “Hj o Encontro de Tática do PT/RN decidiu pela importância da reeleição da companheira Fátima, em aliança com os Alves. Apresentamos a nossa posição divergente sobre Senado e Vice, que foi derrotada. Agora é unidade na construção da vitória c/ Fátima governadora e Lula presidente!”, escreveu no Twitter.

O PT formalizou a chapa com Fátima Bezerra (PT) governadora, Walter Alves (MDB) vice-governador e Carlos Eduardo Alves (PDT) senador.

Nota do Blog: as deputadas cravaram na prática a marca da coerência em seus discursos. Agora é hora de cuidar de suas respectivas reeleições.

Categorias
Matéria

PDT oficializa apoio a reeleição de Fátima com entrega carta-compromisso

O ex-prefeito de Natal e presidente do PDT-RN, Carlos Eduardo Alves, oficializou o apoio do partido à reeleição da governadora Fátima Bezerra. Os dois se reuniram ontem com o presidente do PT-RN, Júnior Souto, que recebeu a carta-compromisso. O documento também reitera a apresentação do nome de Carlos Eduardo para o Senado na chapa.

A união das forças progressistas para as eleições de 2022 foi o tema central na reunião. A governadora destacou a importância da frente ampla no plano local e nacional, que esteja comprometida com o objetivo primordial de tirar o Brasil desse caos político, institucional, econômico e social, derrotando Bolsonaro e o bolsonarismo.

Em documento semelhante, o MDB-RN também já oficiou o PT-RN sobre o compromisso de apoiar a reeleição da governadora, e apresentou o nome do deputado federal Walter Alves para a vaga de vice na chapa.

Categorias
Matéria

Walter confirma apoio do MDB a Carlos Eduardo

Em conversa com o Blog do Barreto o deputado federal Walter Alves, presidente estadual do MDB, confirmou que o partido vai apoiar a candidatura ao Senado do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT).

Ele disse que a decisão está incluída no entendimento com o PT da governadora Fátima Bezerra e que agora aguarda a conclusão dos processos internos no petismo.

O governismo passa por uma turbulência em relação ao Senado por causa do pedido do deputado federal Rafael Motta (PSB) para ser incluído pelos institutos de pesquisa nas sondagens sobre o Senado.

Categorias
Sem categoria

Lula defende chapa Fátima/Walter em nome da estabilidade: “o povo precisa de paz”

O ex-presidente Lula (PT) gravou um vídeo ao lado da governadora Fátima Bezerra (PT), do deputado federal Walter Alves (MDB) e da presidente nacional do PT Glesi Hoffman para fazer um apelo aos petistas potiguares para que aceitem a aliança com o MDB.

Em discurso direcionando aos membros do PT ele disse a chapa Fátima/Walter é a concretização de uma tarefa política assumida pela governadora.

Lula conclamou o endosso da aliança. “O povo precisa viver em paz, precisa de harmonia e não de ódio. Por isso eu queria pedir a compreensão do meu querido povo do Rio Grande do Norte e dos meus queridos amigos do PT”, frisou.

O líder petista falou que Walter foi convidado para ser vice de Fátima. “Estou aqui com o nosso companheiro Walter, filho do ex-ministro Garibaldi, que está sendo convidado para ser vice na chapa da Fátima”, declarou.

Confira o vídeo:

Categorias
Sem categoria

Reportagem expõe como Lula interferiu na sucessão no RN para atrair MDB nacional

Reportagem do Estadão revelou os bastidores da formação da chapa Fátima Bezerra (PT)/Walter Alves (MDB) nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte.

Como todos sabem teve influência do ex-presidente Lula.

O texto explica como e porque a vaga de vice de Fátima virou moeda de troca pelo apoio do MDB nacional que tem como pré-candidata a presidente da República a senadora Simone Tebet.

A aliança no RN atraiu o ex-senador Garibaldi Alves Filho, pai de Walter, para a defesa do apoio a Lula já no primeiro turno. Em janeiro, em entrevista ao Foro de Moscow, Garibaldi defendia a candidatura de Tebet.

Mas a chapa PT/MDB no RN mudou tudo. “Lula deu as bênçãos para o acordo em encontro com Fátima e Valter ontem, em Brasília. A articulação foi conduzida diretamente pelo ex-presidente e interlocutores petistas junto a Garibaldi, um dos maiores defensores do apoio do MDB a Lula já em primeiro turno. O Broadcast Político mostrou que ele é um dos líderes da ala emedebista contrária à candidatura da senadora Simone Tebet (MDB), concentrada majoritariamente na região Nordeste”, diz a reportagem.

O texto trouxe uma declaração de Garibaldi no início do mês em que já indicava que sairia do apoio de Tebet por causa da “conjuntura local”. “Estamos diante da possibilidade de não poder cerrar fileiras em torno do nome da senadora Simone, por quem temos grande admiração. A conjuntura local deverá nos levar a outra posição política”, explicou.

O gancho da reportagem é que Lula rifou o PC do B da vaga de vice e que o desejo da governadora Fátima Bezerra era manter Antenor Roberto na função. “Mas o simbolismo cedeu lugar ao pragmatismo de Lula e seu plano de angariar apoios de partidos de centro na tentativa de retornar ao Palácio do Planalto”, explica o jornalista Bruno Luiz, que assina o material.

 

Categorias
Matéria

Lula afirma em jantar com senadores que vai fazer “enfrentamento necessário” sobre temas sensíveis, revela Jean

O senador Jean Paul Prates (PT) revelou por meio de nota uma parte do teor das conversas que o ex-presidente Lula teve com senadores nordestinos em um jantar oferecido pelo ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB/CE).

Lula ouviu sugestões para evitar temas sensíveis que abram margem para elaboração de notícias falsas, mas disse se tratar de um “enfrentamento necessário”.

A nota não aborda temas do Rio Grande do Norte, mas Jean fez parte das conversas entre Lula, o ex-senador Garibaldi Alves Filho e deputado federal Walter Alves. Segundo a jornalista Daniela Freire houve avanços na formação da chapa PT/MDB no RN.

Confira a nota:

NOTA DO SENADOR JEAN SOBRE JANTAR COM LULA

 

Ontem à noite, tivemos um jantar em Brasília com o Presidente Lula. Senadores de diversos partidos tiveram a oportunidade de trocar ideias com o candidato que é líder em todas as pesquisas para as eleições presidenciais de outubro. Foi um evento democrático e cheio de energia positiva. Fui um dos responsáveis pelos convites às lideranças políticas que participaram do evento e fico feliz com o resultado desse encontro.

O Presidente Lula teve a oportunidade de conversar individualmente com cada participante, antes do jantar, e, ao final, houve um momento de falas em que Lula expôs a sua visão da atual situação política do Brasil e de como isso requer uma união em torno dos princípios democráticos, do Estado de Direito e da retomada consistente das política sociais e ambientais.

Além de escutar sugestões para o seu plano de governo, o Presidente ouviu ponderações dos senadores quanto a temas sensíveis que podem ser explorados durante a campanha, para propositalmente gerar fake news, distorções, exageros ou desinformações. Com muita tranquilidade, respondeu e debateu com todos por mais de duas horas após o jantar, e demonstrou muita segurança no que chamou de “enfrentamento necessário” de algumas questões que fazem parte da pauta de costumes ou da pauta econômica.

Segundo Lula, “precisamos enfrentar todas as questões, porque é isso que se espera de um candidato com a experiência de já ter governado o País e que quer fazer a defesa intransigente da democracia, da soberania nacional e do Estado de bem estar no Brasil”.

Sen. Jean Paul Prates

 

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 12 abr 2022 – O que saiu do jantar com Lula?

Categorias
Matéria

Vereador assume MDB de Mossoró

Blog Diário Político

Durante entrevista ao Cenário Político/TCM nessa terça-feira (05/03), o vereador mossoroense Isaac da Casca confirmou que vai assumir a direção do MDB em Mossoró. Semana passada Isaac havia confirmado sua mudança partidária do DC – que foi eleito em 2020 – para o partido bacurau.  No pleito de outubro fará dobradinha com a mãe dele, Heliane Duarte, que é pré-candidata a deputada federal também pelo MDB.

– Isabel Montenegro continua na presidência do MBD Mossoró? Foi a pergunta. Na resposta do vereador, ele disse Izabel continua no partido, mas o diretório iria passar por mudanças.

– O senhor assume o partido? “Sim, vamos assumir o MDB”, confirmou.

Isaac afirmou que a mudança está ocorrendo dentro de um consenso com Izabel que é um dos mais importantes quadros do MDB de Mossoró. Na Câmara de Mossoró o MDB passa a ter 4 cadeiras.

Isaac da Casca que foi o mais votado no pleito de 2020 e é o vice-presidente do legislativo municipal, deverá passar a ser o presidente do diretório de Mossoró do MDB ainda esta semana.

 

Categorias
Matéria

Vereador mais votado de Mossoró muda de partido e vai fazer dobradinha com a mãe

Com 3.113 votos Isaac da Casca foi o vereador mais votado de Mossoró nas eleições de 2020. Ele trocou o Democracia Cristã pelo tradicional MDB para ser candidato a deputado estadual em dobradinha com a mãe Heliane Duarte que tentará uma vaga na Câmara dos Deputados.

Isaac da Casca recentemente o sexteto de vereadores do bloco Diálogo e Respeito que recentemente deixou a base de apoio do prefeito Allyson Bezerra (SD).

Categorias
Matéria

Deputado vai para o PSDB, mas segue governista

O deputado estadual Bernardo Amorim trocou o MDB pelo PSDB, mas garante que segue na base da governadora Fátima Bezerra (PT).

“Eu me filiei ao PSDB com a concordância do Governo tendo em vista que não havia espaço para ser acomodado na chapa da federação”, frisou.

Ele disse ainda que não foi para um partido com perfil mais governista por não ter aceito pelos demais deputados. “O fato de me filiar ao PSDB não significa ruptura com o Governo, me filiei porque não fui aceito pelos deputados da coligação do Governo”, argumentou.

Bernardo disse não ter sido procurado pelo presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) para tratar de candidatura ao Governo. “Não houve por parte de Ezequiel nenhuma tratativa acerca de apoio ao nome dele ao Governo”, frisou.