MP apura falsificação de assinaturas e registros bancários por parte de chefe de gabinete da AL

 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) apura a falsificação de assinaturas em recibos de saques bancários por parte da chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, presa na operação Canastra Real. Ela teria falsificado as assinaturas de pelo menos quatro investigados, o que, para o MPRN, reforça que “terceiros efetuavam os saques à revelia dos titulares”.

Na decisão judicial para a deflagração da operação Canastra Real, a Justiça frisa que “é visível a substancial divergência entre as assinaturas das titulares nos meses de abril e de maio de 2015. Em contrapartida, em que pese não tenha sido realizada até o momento perícia grafotécnica nos referidos documentos, essas rubricas de maio guardam consideráveis semelhanças com as da investigada Ana Augusta Simas”.

No mês de junho de 2015, houve saques com assinaturas de uma outra pessoa nas contas dos investigados Karla Ruama Freire de Lima, Jalmir de Souza Silva, Fabiana Carla Bernadino da Silva e Ivaniecia Varela Lopes, todos ex-assessores técnicos da Presidência da Assembleia presos na operação Canastra Real. “Mais uma vez, os padrões das assinaturas dos investigados nesse mês guardam muita semelhança entre si, e divergem consideravelmente dos originais”, cita trecho da decisão judicial. Em depoimento ao MPRN, três deles confirmaram que as assinaturas que estão nos recibos bancários não são deles.

Compartilhe:

Governo anuncia pagamento de mais uma faixa salarial do 13º de 2017

O Governo do Estado dará continuidade nesta sexta (21) ao pagamento do décimo-terceiro para quem recebe entre R$ 4 mil e R$ 5 mil, atingindo o número de 93 mil servidores ativos e inativos com décimo pago, equivalente a 85% do total de 109 mil servidores.

Os salários estão 100% em dia e sobre os 15% restantes do décimo, para salários acima de R$ 5 mil, o Governo trabalha para concluir até o final de outubro.

No último dia 10 de julho já receberam antecipação de 40% do décimo terceiro de 2018 os servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria.

Compartilhe:

FIERN participa de Feira Internacional na Alemanha

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, o presidente do Sindipan (Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria), Ivanaldo Maia, e o ex-presidente do Sindipan, Tennyson Brito, estão participando em Munique da IBA 2018 (Feira Internacional de Máquinas e Tecnologias para Panificação e Confeitaria).

O evento acontece a cada três anos na Alemanha, desde 1949, e é o ponto de encontro internacional para padeiros, confeiteiros, donos de cafés e supermercados, bem como para profissionais e fornecedores de hotéis. É a plataforma para inovações de toda a indústria, oferecendo uma visão completa de todos os novos produtos no mercado.

Na Feira, profissionais da Alemanha e de todo o mundo tem a oportunidade de descobrir novas tendências e inovações. Mais de 1.000 expositores apresentarão os seus produtos, desde padarias artesanais e grandes empresas de panificação até confeitaria e cafés, distribuidores de alimentos, serviços de buffet, hotéis, cafeterias e a indústria de serviços de alimentação. A IBA é considerada a feira mais importante para o mercado global de padarias e confeitarias.

Vários tipos de fornos, máquinas de sorvete, equipamentos de confeitaria e pastelaria, máquinas de embalagem estão expostos. A feira oferece uma visão abrangente do mercado, mostrando a padeiros, confeiteiros e empresários do setor as últimas tecnologias voltadas para esta área.

Fatos e Números:

1.309 expositores de 57 países

77,814 visitantes de 167 países

Data: 15 a 20 de setembro de 2018

Local: Munique – Alemanha

Compartilhe:

A “UERNfobia” de Robinson

Robinson segue distante da UERN

O governador Robinson Faria (PSD) não compareceu as sabatinas promovidas pela Frente Parlamentar e Popular em Defesa da UERN. Também será o único ausente no debate realizado pelas entidades representativas (DCE, Sintauern e Aduern) das categorias previsto para a próxima quinta-feira.

O governador tem perdido ótimas oportunidades de prestar contas do que fez pela universidade nos últimos quatro anos bem como comparar com os concorrentes os seus planos para o futuro da universidade.

Protesto, vaias e críticas fazem parte da rotina de qualquer político. O governador peca e faz uma autodesconstrução da imagem de gestor corajoso que tenta impor na propaganda eleitoral.

Alguém precisa tratar a UERNfobia de Robinson.

 

Compartilhe:

Uma canastra de silêncio na Natal real

Canastras de Natal com muito silêncio

No jogo de baralho da política há blefes e muito silêncio para não perder a concentração. É uma realidade de ouro para quem está numa disputa. Natal sabe muito bem disso em tempos de cartas embaralhadas em canastras e damas de espadas.

A metáfora acima se materializa no silêncio que domina Natal após a deflagração da Operação Canastra Real que descobriu que os esquemas de servidores fantasmas na Assembleia Legislativa não cessaram após a Operação Dama de Espadas.

Nada de comentários na mídia natalense. Nem mesmo uma nota de esclarecimento da Assembleia Legislativa. Se não fossem alguns blogs de Mossoró e escassas TVs da capital potiguar a operação teria passado em branco.

As damas fazem canastras sem serem incomodadas pela mídia nem serem obrigadas a se explicarem.

Há uma clara tentativa embaralhar as cartas para que o silêncio se converta em esquecimento sem efeitos eleitorais, mas a canastra é real e a dama ainda não ficou sem espadas.

Compartilhe:

Garibaldi falta a debate para não ter que se explicar

Garibaldi ir ao debate seria ruim. Não ir é pior (Foto: autor não identificado)

Hoje teremos um debate histórico envolvendo candidatos ao Senado. Um momento ímpar na política potiguar que será transmitido pela TCM em parceria com a Band Natal. É a hora em que o eleitor poderá comprar propostas e ouvir as satisfações de quem tem mandato.

Mas o senador Garibaldi Alves Filho (MDB) decidiu não ir ao debate. Tudo bem que ele seria o principal alvo dos adversários, mas e daí? Quem entra na política precisa ser capaz de encarar desafios.

Garibaldi está na política desde 1970 quando se elegeu pela primeira vez deputado estadual. Esteve na Assembleia Legislativa entre 1971 e 1985 quando foi eleito prefeito de Natal. Foi governador duas vezes e está no terceiro mandato de senador.

Por que cargas d’água um homem com tanta bagagem temeria um debate com outros candidatos ao Senado? Para não ter que explicar-se?

A segunda pergunta responde a primeira.

Candidato ao Senado mais desgastado e rejeitado, Garibaldi não quer ser obrigado a se explica porque votou a favor da reforma trabalhista, nem porque apoiou o teto de gastos ou porque esteve alinhado 100% com o impopular Michel Temer, presidente acidental imposto após o impeachment tabajara com a colaboração do “Gari”.

Nada mais antigo do que um político que não quer se explicar. Ir ao debate traria problemas para Garibaldi. Não ir traz muito mais.

Vai ser criticado sem poder se defender.

Compartilhe:

Presidente do PT reage a Rosalba

Blog Saulo Vale

A presidente municipal do PT de Mossoró, vereadora Isolda Dantas, rebateu às críticas da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), que afirmou que o PT “é um partido de lobos”.

“Ela perdeu a capacidade de distinguir quem é lobo e quem é cordeiro: lobo é quem votou contra a população e está ao lado dela”, disparou, durante sessão ordinária na Câmara Municipal nesta terça-feira (18).

“Nos deixa assustadas o fato de a chefe do Executivo se prestar ao papel de ir ao bairro popular incitar ódio e fazer insinuações levianas contra o PT”, complementou.

Rosalba, neste final de semana, afirmou durante movimentação em favor de seus candidatos, que “essa candidata [Fátima Bezerra] está na pele de um cordeiro, mas todos sabem que pertence a um partido de lobos [PT]”. Ela ainda chegou a fazer ligações do PT com o ataque ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), coisa que negou posteriormente. O vídeo está disponível na internet.

Compartilhe:

Carlos Eduardo tenta barrar pesquisa na Justiça Eleitoral

Agora RN

A coligação 100% RN, encabeçada pelo candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), tentou evitar – sem sucesso – que a última pesquisa do Instituto Seta fosse divulgada. O pedido foi negado pelo juiz Almiro Lemos na quinta-feira, 13, véspera da publicação dos resultados pelo Blog do BG.

A representação formulada pela coligação questionou três pontos da pesquisa: baixo valor para contratação do levantamento; ausência de dados obrigatórios no registro; e a utilização de dados populacionais obsoletos para composição da amostra de entrevistados.

A pesquisa Seta foi mais barata que a média das demais pesquisas registradas no Rio Grande do Norte até o momento. Enquanto o levantamento da Seta foi contratado pelo Blog do BG por R$ 10 mil, a Certus fez o último levantamento divulgado pela Federação das Indústrias por R$ 32 mil. O Ibope, que deverá divulgar novo levantamento na sexta-feira, 21, foi contratado pela InterTV Cabugi por mais de R$ 65 mil.

Ao analisar esse fato, no entanto, o juiz Almiro Lemos entendeu que o valor cobrado pela Seta não foi desproporcional ao serviço e que não há tabelamento de valores a serem cobrados pelos institutos. “Não há parâmetro possível de comparação entre um instituto de pesquisas local com o maior instituto de pesquisas do País”, escreveu o magistrado.

Quanto à não apresentação de dados obrigatórios, o juiz decidiu que a indicação de bairros e municípios visitados pelos entrevistadores não precisa ser apresentado no ato de registro do levantamento, e sim até o sétimo dia seguinte ao registro da pesquisa. Esse prazo se esgotou no último final de semana.

Em relação ao terceiro argumento, o juiz Almiro Lemos afirmou que “não há qualquer fundamento para o uso de dados do TSE em detrimento de dados do IBGE, uma vez que não é objetivo do órgão eleitoral a apuração de dados de recenseamento”. “Não há que se falar em falta de atualização em virtude de uso dos dados do censo de 2010, uma vez que é este o mais atual existente”, assinalou Almiro Lemos.

Com a recusa da liminar, o levantamento foi publicado na última sexta-feira, 14. Na pesquisa estimulada para o Governo do Estado, Carlos Eduardo aparece com 16% das intenções de voto, atrás de Fátima Bezerra (PT), que tem 32%. O terceiro colocado foi Robinson Faria (PSD), com 12%. Considerando que a margem de erro foi de 3%, Carlos Eduardo e Robinson estão empatados tecnicamente. Brenno Queiroga (Solidariedade) e Heró Bezerra (PRTB) somaram 1% cada. 32% dos entrevistados declararam que pretendem votar em branco ou nulo e outros 6% não souberam ou não quiseram responder ao levantamento.

Com a divulgação da pesquisa na sexta-feira, a coligação desistiu do processo.

O levantamento do Instituto Seta contratado pelo Blog do BG está no centro de outra polêmica levantada pelo Agora RN na semana passada. O jornal mostrou que a mulher do cientista político Daniel Menezes, diretor-geral do instituto de pesquisas, Ingrid Paiva, ocupa um cargo comissionado na Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, principal reduto eleitoral da candidata ao Senado Zenaide Maia (PHS).

A pesquisa Seta/BG mostrou crescimento das intenções de voto de Zenaide Maia. A deputada federal, que surgia na terceira posição em outros levantamentos, apareceu com 15% na estimulada, atrás apenas de Styvenson Valentim (Rede), que lidera com 21%. Candidato do MDB, Garibaldi Alves Filho tem 14%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 9 de setembro. Foram ouvidos 1.300 eleitores em todas a regiões do Estado. A margem de erro é de 3% e o intervalo de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob os protocolos BR-02681/2018 e RN-07553/2018.

 

Compartilhe: