Segunda chance: Blog do Barreto pergunta se você é a favor do porte de armas para cidadãos devidamente habilitados

11(204)

A enquete da semana passada foi a mais polêmica realizada pelo grupo do Blog do Barreto no Facebook. A página perguntou se os leitores eram a favor do porte de armas para o cidadão e apresentou alternativas variadas com base nos argumentos comuns aos debates sobre o assunto nas redes sociais.

Mesmo assim, quem ficou insatisfeito com o resultado acusou este operário da informação de ser parcial, tendencioso, cretino, etc… Em respeito aos que fizeram críticas construtivas quanto a formulação da enquete informamos que faremos uma nova pergunta: você é a favor do porte de armas para cidadãos devidamente habilitados?

Por que porte e não posse? A posse já é permitida segundo o estatuto do desarmamento, inclusive este operário da informação votou a favor da continuidade da posse de armas no referendo de 2005.

Basta apresentar os seguintes requisitos:

  • Idade mínima de 25 anos;
  • cópias autenticadas do RG, CPF e comprovante de residência;
  • elaborar uma declaração por escrito expondo os fatos e circunstâncias que justifiquem o pedido de aquisição de arma de fogo, demonstrando a efetiva necessidade;
  • comprovar idoneidade, apresentando certidões negativas criminais fornecidas pela Justiça Federal, Estadual, Militar e Eleitoral;
  • comprovar que não está respondendo a inquérito policial ou processo criminal (vide exemplo);
  • comprovação de ocupação profissional lícita;
  • aptidão psicológica, que deverá ser atestada por psicólogo credenciado pela Polícia Federal (lista de psicólogos credenciados: http://www.pf.gov.br/servicos-pf/armas/credenciamento-psicologos/psicologos-crediciados);
  • capacidade técnica, que deverá ser atestada por instrutor de tiro credenciado pela Polícia Federal;
  • foto 3×4 recente;
  • entregar o requerimento de autorização para aquisição de arma de fogo preenchido (disponível no site do DPF – http://www.pf.gov.br/servicos-pf/armas/form-sinarm);
  • pagar taxa de emissão de certificado de registro de arma de fogo (em média R$ 60,00), caso seja deferido o pedido.

O Blog quer saber se você é a favor de estender esses requisitos ao porte de armas. Para votar entre no grupo desta página no Facebook (AQUI) e participe.

Compartilhe:

Gutemberg Dias é um dos nomes colocados pelo Pc do B para vice de Fátima

o-candidato-a-prefeito%2c-gutemberg-dias%2c-pcdob%2c-e-a-senadora-fatima-bezerra%2c-pt%2c-que-apoia-a-coligacao-mossoro-tem-jeito

O PC do B reivindica a indicação do candidato a vice-governador na chapa da senadora Fátima Bezerra (PT) ao Governo do Estado.

Os comunistas discutem três alternativas: o presidente estadual do partido Antenor Roberto, o presidente do diretório de Parnamirim Airene Paiva e o professor Gutemberg Dias, que disputou a última eleição para prefeito de Mossoró cujo projeto inicial é tentar uma vaga de deputado estadual.

Os nomes estão colocados, mas tudo dependerá do desenrolar das articulações.

Compartilhe:

Estupidez da militância petista pode esvaziar palanque de Fátima

zzzz4
Fátima e Rafael Motta discutem aliança. Militância atrapalha

O debate militante não pode invadir a política. Não se trata aqui de defesa de alianças espúrias e contraditórias, mas da necessidade de flexibilizar o discurso para vencer pleitos. Isolada, a esquerda não ganha uma eleição majoritária no Rio Grande do Norte.

Engana-se quem acha que Fátima Bezerra (PT) se tornou senadora sozinha. O apoio de Robinson Faria (PSD) foi fundamental para ela trucidar Wilma de Faria nas urnas. O mesmo vale no sentido inverso: o governador teve apoio importante da esquerda para se eleger. Um ajudou o outro.

Fátima Bezerra lidera todas as pesquisas para o Governo, mas nem de longe é uma favorita com folga. A dianteira precisará da atração de apoiadores para se consolidar. Sábado no aniversário da petista, o deputado federal Rafael Motta (PSB) foi um dos convidados. Terminou vaiado e deixando o recinto mais cedo sendo xingado de golpista.

Além da deselegância de tratar mal um convidado, a militância petista fechou uma porta para o entendimento político e escancarou outra para o ressentimento. Fosse uma reação dessas contra um José Agripino ou Rogério Marinho seria compreensível, mas Motta é uma figura moderada que se converteu em crítico do Governo Temer, inclusive perdendo cargos na administração federal.

O próprio Lula já avisou que perdoa alguns golpistas por entender que não se faz política para vencer sem alianças. Pragmatismo não é tudo, mas ponderar é fundamental.

O PSB tem um bom tempo de TV e agrega para as disputas proporcionais sendo capaz até mesmo de resolver o impasse com o PHS nessa seara.

A militância petista está mais preocupada em não parecer incoerente nos debates com os “coxinhas” no Facebook do que vencer as eleições. Enquanto isso, em nível nacional a legenda vai se entendendo com Renan Calheiros e cia.

Esse não é único caso da estupidez militante invadindo a política e atrapalhando o PT no Rio Grande do Norte.

Compartilhe:

Gabinete de Robinson vira local de peregrinação de prefeitos e redes sociais expõem estratégia do governador

Instagram do governador expõe estratégia
Instagram do governador expõe estratégia

O governador Robinson Faria (PSD) é considerado politicamente morto e sepultado para as eleições de 2018 graças a sua impopularidade recorde. Mas diferente de sua antecessora, Rosalba Ciarlini (PP), ele só depende de si para ser candidato a reeleição.

Com um grupo de pequenos e médios partidos gravitando em torno de seu projeto político, Robinson tem garantida a viabilidade política. Resta combinar com o povo, ou seja, atingir a viabilidade eleitoral que as pesquisas lhe negam.

Sem a confiança das lideranças políticas de Natal, Mossoró e Parnamirim, Robinson partiu para o caminho mais tortuoso: o da busca por apoio de intermediários. Entram em cena os prefeitos das cidades pequenas.

Em curso a estratégia de receber os burgomestres no seu gabinete. Diariamente é uma peregrinação. Tudo registrado nas redes sociais bem mais ao estilo cara audiência, um flash.

O governador está jogando bem nessa estratégia. Com dificuldade em penetrar nas grandes cidades do Estado ele parte para cima dos menores municípios que juntos fazem um volume para capital nenhuma botar defeito. Pode até não dar certo, mas teoricamente é uma estratégia inteligente.

Resta saber se os prefeitos parceiros vão dar a contrapartida nas eleições.

Compartilhe:

Kelps está fora da disputa pelo Governo

Kelps Lima

Blog Saulo Vale

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) retirou sua pré-candidatura ao Governo do Estado. Motivo: Não alavancou. Será mesmo candidato à reeleição.

A decisão foi tomada em encontro realizado pela legenda neste final de semana.

“O Solidariedade optou pela retirada do meu nome como pré-candidato ao Governo do Estado. Fizemos o ciclo que foi combinado quando nosso nome foi apresentado. Que testaríamos por 60 dias e se não conseguíssemos aproximadamente 15% nas pesquisas eleitorais iríamos rever o projeto. Com o resultado da pesquisa da FIERN, onde ficamos com 5%, resolvemos reunir a Executiva do partido na última sexta e ficou decidido que meu nome irá reforçar a chapa de deputado estadual própria do Solidariedade que tentará eleger 3 parlamentares”, afirmou.

Ainda segundo o deputado, o partido terá candidatura própria ao governo e o nome será decidido até junho. “Outra decisão tomada na reunião da Executiva é que além da pré-candidatura de Magnólia Figueiredo o partido terá candidatura própria ao cargo de Governador e que o nome será escolhido até o final de junho. Não iremos nos aliar aos grupos políticos tradicionais e não vamos participar da troca de cargos por apoio político que está ocorrendo hoje no Governo do Estado e na Prefeitura de Natal”, acrescentou.

Dentre os prováveis nomes, estão o da vereadora de Grossos Clorisa Linhares e o do ex-prefeito de Olho D’Água dos Borges, Breno Queiroga. A tendência é que o partido lance os dois na chapa governador/vice.

Nota do Blog: Kelps sempre deixou a porta aberta para a desistência e entrou nela.

Compartilhe:

Tião e Rosalba juntos na eleição de 2018?

tiao-rosalba-750x422

No final de semana circulou um boato de que a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP) e o adversário dela nas eleições de 2016, Tião Couto (PR), estariam juntos no mesmo palanque este ano. Tudo porque está em curso a formação de uma aliança entre PP, PR e PSDB para o pleito de outubro.

A aliança pode até se concretizar, mas isso não significa que Tião e Rosalba vão virar aliados. Quem noticiou isso não explicou direito por má fé ou falta de habilidade no trato com a informação.

Então o Blog esclarece: o PR pode se juntar ao PP e ao PSDB, mas isso não converteria Tião Couto em aliado da prefeita. Muito pelo contrário, os dois seguem adversários como devem ser. A questão é que Tião não tem o poder de decidir a respeito dessa parceria. Quem manda no PR é João Maia.

O caso é semelhante ao do palanque de Henrique Alves em 2014 quando ele misturou Sandra Rosado, Cláudia Regina e Fafá Rosado. As três eram adversárias e nunca se aliaram.

Tião aliado de Rosalba é suicídio político para o empresário. Mas não se assuste se os dois estiverem misturados em algum palanque este ano.

A política tem dessas coisas.

Compartilhe:

MAURÍLIO PINTO, XERIFE AGORA ESTRELA

IMG_6303

Por Rubens Lemos Filho

Na primeira pauta, o impacto: Aquilo poderia ser uma caixa de assistência social, um confessionário, menos o gabinete do homem mais poderoso da polícia do Rio Grande do Norte. Contei, por baixo, umas 40
pessoas para se aconselhar, dedurar vizinhos, homens que produziam filho e sumiam deixando a barriga da mãe e a despesa para a família.

Uma bagunça. Todos falando alto e ao mesmo tempo. Galinhas cacarejavam. Galos de campina em gaiolas, numa tristeza infinita. Todos para entrega ao delegado Maurílio Pinto de Medeiros, chefe da Polícia Civil, Polinter e, de verdade, o Secretário de Segurança Pública de sempre.

Todos os mimos eram recusados. Um gordo, o homem, de palavras medidas e visão periférica na miudeza dos olhos. De conjunto bege
inconfundível. Calça e camisa de tecido. Uma mesa larga, juiz de paz que acalmava os valentões domésticos.

Foram meus primeiros dias de contato com Maurílio Pinto de Medeiros. Colega de turma do meu pai no velho Atheneu. Maurílio Pinto formado em jornalismo ainda na  Faculdade Eloy de Souza, Fundação José Augusto,  ali, nas alamedas que ainda existiam no Tirol aprazível.

Fonte, boa fonte, me disse Rubão. Que tinha todos os motivos para odiar policiais. Mas não se deixava contaminar pelo fel dos rancores. Sofrera na carne a barbárie da repressão. Com Maurílio Pinto, amizade e irmandade. “Não vá imaginando que terá privilégios por ser meu filho. Maurílio é pago para desconfiar. Mas é honesto. Se há um atestado que posso dar é o de lisura e Maurílio é um liso, vive de salário,” recitava outro campeoníssimo em falta de convivência com dinheiro.

Boa fonte, bons tempos. Jornal impresso trazia nas manchetes o berro da notícia em sangue quente. Pura, sem exclamação, mas com narrativa e densidade. Crimes poucos, mas bárbaros.

O assassinato de um médico e uma enfermeira, que namoravam, foram
seviciados e queimados onde hoje erguem-se fábricas no bairro de Neópolis, sinalizava: Natal deixava de ser uma província.

E o homem gordo e silencioso rastreando pistas, desvendando assassinatos, conhecendo criminosos pelos métodos, pelo instinto,
talento e herança do pai, Coronel Bento, o Caçador de Bandidos na era passada dos pistoleiros de cangaço.

Maurílio Pinto virou lenda. Menino danado em rua parava ao grito da mãe impotente: “Se aquieta Tonzinho, que eu vou chamar Dr. Maurílio para lhe ajeitar”. Da ameaça, o resultado vinha na transição  ao comportamento angelical.

Assalto a banco. Avenida Rio Branco. Bandidos cariocas levam odinheiro do caixa e fogem de ônibus. Comemoram tomando banho de piscina num hotel da Ladeira do Sol. O recepcionista desconfiou. No automático, ligou para Dr. Maurílio. Que prendeu todo mundo com um revólver 38 na mão, cena posta na capa dos matutinos da época.

Maurílio Pinto, se tinha competência e tino, pecava por falta de vaidade. Foi maltratado, congelado numa delegacia sem função prática e incomodava. Maurílio, polícia por vocação, não por pretensão de estabilidade.

Homenageado na Assembleia Legislativa e na Câmara Municipal anos atrás , acolhido pelo companheirismo de Dona Clarissa, o terror de criminosos aparentava o sofrimento das sequelas de uma trombose.

Maurílio Pinto fazia o mal tremer nas bases. Nunca prendeu franciscano nem pai de família inocente.

Se fosse o que dizem seus inimigos, teria se dado bem na política. Candidato a deputado estadual, ficou entre os 20 suplentes. Arruinado e sem apoio dos companheiros de ideologia e dos que lhe sepultariam
depois, o meu pai foi seu assessor de imprensa na campanha eleitoral. Maurílio não esquecera dele.

Natal, sem alvissareiros, poetas em cada esquina, cada vez mais impessoal, é coberta do luto indefeso, seu rosto autêntico chorando
Maurílio Pinto de Medeiros, seu símbolo protetor morto impiedosamente pela diabetes neste fim de sábado(19/5).

Ausência certamente celebrada como em banquete podre e silêncio covarde pelos abutres dos valores invertidos.

Paz nas estrelas, Xerife.

Compartilhe:

Para 59% dos leitores do Blog armar o cidadão não resolve

O Blog do Barreto perguntou esta semana se você é a favor que todo cidadão possa andar armado para se proteger dos bandidos?

A maioria dos leitores, 59%, entendeu que esta iniciativa não vai resolver o problema da violência. “O que resolve o problema da violência é investimento “descontrolado” em educação! Simples assim! Agora, imaginemos uma sociedade, descontrolada social e emocionalmente, como a nossa, armada! Seria o caos total! Simples assim!”, justificou o leitor Rui Nascimento.

Para 22,18% todo cidadão tem direito de andar armado e deve liberar geral o porte de armas. “Se um vagabundo souber q VC (sic) poderia ter uma arma dentro de casa, ele iria pensar varias (sic) vezes antes de adentra-la. Com toda certeza!”, explicou.

As alternativas mais ponderadas foram as menos votadas. “Não, mas algumas pessoas precisam ter uma arma para se proteger” teve 9,94%. A alternativa “Sim, mas nem todo mundo pode ter porte de armas” ficou com 8,88%. “Todos os cidadãos comprovados idôneos e de bem devem sim ter arma. Inclusive de cursos superiores diplomados”, sugeriu Aldo Arraes.

Alguns leitores classificaram a enquete como tendenciosa por mais que tenham sido apresentadas várias alternativas com base nas justificativas mais comuns nos debates das redes sociais. “A enquete dessa forma fica um tanto tendenciosa. Deveria haver uma opção dizendo que: o cidadão com bons antecedentes, devidamente habilitado possa ter arma em sua casa para defender sua família”, disse o ex-vereador Soldado Jadson sem levar em consideração as duas alternativas mais ponderadas.

Nota do Blog: o tema é polêmico e respeitamos as críticas. A nossa intenção é sempre fomentar o debate sobre os assuntos. Não houve a intenção de induzir o leitor até porque foram apresentadas quatro alternativas de escolha. Duas extremas e duas ponderadas. Mas em respeito aos princípios democráticos vamos lançar uma nova enquete sobre esse assunto na próxima semana.

Resultado final

Não. Armar a população não resolve: 59%

Sim. Todo cidadão tem direito a andar armado. Tem que liberar geral : 22,18%.

Não, mas algumas pessoas precisam ter uma arma para se proteger: 9,94%

Sim, mas nem todo mundo pode ter porte de armas: 8,88%

 

Compartilhe: