Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 213 │ CICLO DE ENTREVISTAS: CLÁUDIA REGINA

Categorias
Matéria

Cláudia revela ter recebido propostas para desistir

Cláudia reage à pressão por desistência (Foto: cedida)

Numa live realizada na noite do dia 27 a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) revelou ter recebido propostas para desistir da disputa eleitoral.

Segundo Cláudia as propostas partiram tanto da candidatura “ultrapassada” como da “despreparada”. Ela disse que vai seguir em frente porque não acredita em nenhum dos dois projetos.

Confira o vídeo:

Categorias
Matéria

Após incidente com tiros, Cláudia cancela agenda

Apoiadores de Cláudia sofrem susto (Foto: reprodução)

A ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) cancelou agenda na Rua Tonheca Dantas, Abolição IV, por causa de um incidente com tiros. Abaixo nota de esclarecimento:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A agenda da coligação Juntos Por Mossoró para a noite desta segunda-feira, dia 26/10, foi cancelada após o incidente de disparo de tiros nas proximidades da Rua Tonheca Dantas, onde estava previamente marcada a concentração para panfletagem por ruas e avenidas da Abolição IV.

O episódio se deu por volta das 19h e, de imediato, a candidata Cláudia Regina (DEM) determinou a suspensão de todas as atividades em pleno respeito e cuidado à integridade física dos profissionais e da população que acompanhava a mobilização.

A democrata lamenta profundamente o episódio e ainda repudia qualquer tentativa de intimidação às mobilizações de rua, como já acontecera anteriormente. Dada a gravidade do caso desta segunda-feira, espera-se medidas cabíveis das autoridades competentes.

Categorias
Matéria

Uma tese sobre o comportamento Cláudia Regina que não se sustenta nos fatos

Cláudia Regina é alvo de especulação ilógica (Foto: TCM Telecom)

Por causa de uma pergunta estúpida dirigida ao candidato Allyson Bezerra (SD) no debate da TCM Telecom foi levantada uma teoria da conspiração de que Cláudia Regina (DEM) estava combinada com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) para atacar o segundo colocado nas pesquisas.

De cara a tese não se sustenta. Cláudia é desafeta de Rosalba. Possui uma profunda mágoa em relação a antiga aliada por motivos que dispensam descrição.

Mas o próprio confronto Cláudia x Rosalba derruba qualquer sustentáculo à tese:

Quem está “combinado” não faz pergunta com esse nível de dureza.

Categorias
Artigo

Estagnação de Rosalba está consolidada. Campanha tem cenário polarizado em Mossoró

Rosalba está estagnada (Foto: cedida)

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) tem historicamente um terço do eleitorado mossoroense. É nessa faixa do eleitorado que transita seus índices de ótimo/bom e sua intenção de voto em todas as pesquisas divulgadas este ano.

Na pesquisa AgoraSei divulgada na sexta-feira ela tinha 31,5% de intenção de voto e as avalições ótimo/bom somam 27,2%.

Já na pesquisa TS2/TCM ela tem 32,78% de intenção de voto e um índice de ótimo/bom de 35,21%.

Isso mostra que levando em consideração a margem de erro das duas pesquisas a prefeita está presa na sua base política tradicional em sem avançar sobre outros setores da sociedade.

Por outro lado, o deputado estadual Allyson Bezerra (SD) encarnou o antirosalbismo. Como escrevemos em janeiro (AQUI) não necessariamente a oposição precisaria se unir para vencer as eleições. Bastava que alguém conseguisse polarizar com a prefeita que vem desgastada pelo tempo de atuação política e ainda que seja aprovada por parte da sociedade sofre com o sentimento de mudança.

Allyson conseguiu polarizar e atrair o voto útil. É nítido que na primeira perna da campanha ele conseguiu uma parte do eleitorado de Isolda Dantas (PT) que vinha com média de 12% nas pesquisas e agora está na faixa dos 4%. Ele subiu em cima da queda dela saindo de uma media de 15% para 26%, atraindo também e em menor parte o eleitorado de Cláudia Regina (DEM).

O alerta está acesso para Rosalba e para Cláudia e Isolda o trabalho neste momento será para conter a sangria provocada pelo discurso do voto útil.

Categorias
Matéria

MP Eleitoral desiste de impedir candidatura de Cláudia

Cláudia Regina tem candidatura confirmada (Foto: cedida)

O Ministério Público Eleitoral desistiu de recorrer contra decisão que deferiu a candidatura da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM).

O parquet tinha entrado com uma Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) apontando que Cláudia Regina ainda estaria inelegível.

O juiz Vagnos Kelly, da 34ª Zona Eleitoral, seguiu a jurisprudência estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que liberou os candidatos cassados nas eleições de 2012 para disputar as eleições de 15 de novembro.

Nota do Blog: como asseveramos desde o início a AIRC contra Cláudia era descabida.

Categorias
Matéria

Juiz rejeita ação do MP Eleitoral e defere candidatura de Cláudia Regina

Registra da chapa Cláudia/Daniel está deferido (Foto: Redes Sociais)

O juiz Vagnos Kelly da 34ª Zona Eleitoral rejeitou a Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) movida pelo Ministério Público Eleitoral contra a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM).

O MP Eleitoral entendeu que a inelegibilidade de Cláudia que encerrou oficialmente ontem, dia 7, deveria valer para as eleições de 15 de novembro, contrariando jurisprudência estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em resposta a consulta do deputado federal Célio Studart (PV-CE) que liberou os candidatos que estariam inelegíveis se as eleições estivessem mantidas para 4 de outubro.

O TSE entendeu que as inelegibilidades por crimes eleitorais não poderiam ser mantidas para 15 de novembro. O magistrado local seguiu o definida pela corte eleitoral.

Com isso a chapa de Cláudia Regina e Daniel Sampaio (PSL) está confirmada pela Justiça Eleitoral.

Nota do Blog: alertamos que diante do contexto a ação era descabida.

Categorias
Matéria

A primeira semana de campanha em Mossoró

Candidatos focaram no contato com o eleitor (Fotomontagem Blog do Barreto)

Como era de se esperar a primeira semana de campanha foi morna. Os candidatos estão se apresentando ao eleitor e este ainda está se inteirando sobre o processo eleitoral.

A maior parte das agendas dos candidatos foi gastar sola de tênis com caminhadas, visitas e inundar as redes sociais com divulgações de abraços e recepção positiva dos eleitores.

No final de semana coube a Isolda Dantas (PT) fazer a primeira carreata da campanha. O local escolhido foi o Bairro Aeroporto. Rosalba Ciarlini (PP) fez no sábado um comício drive-in na Avenida Rio Branco.

Allyson Bezerra (SD) e Cláudia Regina (DEM) apostaram somente nas caminhadas com rápidas paradas para discursos.

Com estruturas menores Ronaldo Garcia (PSOL) e Irmã Ceição (PTB) também colocaram o bloco na rua.

A primeira semana de eleição foi marcada pelas Ações de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRCs) envolvendo Cláudia Regina e os vereadores Izabel Montenegro (MDB) e Manoel Bezerra (PP).

No sábado a prefeita ainda passou por uma situação constrangedora ao ser criticada por um eleitor no Mercado Central.

A segunda semana começa com os candidatos se preparando para a estreia do Horário Eleitoral no rádio e na TV a partir do dia 9.

Categorias
Matéria

Confira como foram as primeiras atividades de campanha dos candidatos a prefeito de Mossoró

Começou a disputa eleitoral com o maior número de candidatos a prefeito já vista em Mossoró. São seis nomes na disputa pela cadeira mais confortável do Palácio da Resistência.

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) cumpriu a primeira agenda de campanha vistitando o Clube de Tiro de Mossoró, depois foi ao Bairro Barrocas onde participou do lançamento da candidatura a reeleição da vereadora Aline Couto (PSDB). Depois foi ao Boa Vista participar de eventos dos candidatos a vereador “Marrom” (DC) “Gera Fogo” (PSC) e Naldo Feitosa (PSC). Ela também esteve nos lançamentos das candidaturas dos vereadores Zé Peixeiro e Ricardo de Dodoca, ambos do PP.

“Nós estamos diante de uma campanha diferente, que não teremos as movimentações tradicionais como passeatas, comícios, mas continuamos fazendo esse trabalho de visitas, de conversas. Temos muito a mostrar, Mossoró está no rumo certo, de recuperação econômica, retomada do desenvolvimento e investimento em obras. Conseguimos reestruturar as contas e conseguimos aprovar o projeto do Finisa, que ainda temos muito a investir em infraestrutura, recuperação de equipamentos, ruas e obras estruturantes. Vamos dar início a esse trabalho nas ruas da cidade, conversando, dialogando, mas com muita responsabilidade”, disse.

A candidata Isolda Dantas (PT) iniciou a luta para chegar ao Palácio da Resistência com caminhada pelo Nova Vida, em seguida teve um adesivaço no Comitê de Campanha e no final da tarde um ato em homenagem aos mossoroenses vítimas da covid-19.

“Cuidar das pessoas é elas chegarem nas unidades de saúde e ter médicos e após a consulta sair com os medicamentos. Na nossa campanha vamos respeitar o medo das pessoas de pegar o coronavírus. É nossa obrigação respeitar a dor de quem perdeu os entes queridos. Vamos fazer uma campanha de braços abertos, por todos e por você”, declarou.

Já o candidato Allyson Bezerra (SD) começou as atividades de campanha pelo Mercado do Alto da Conceição. À tarde ele esteve nas comunidades rurais Sítio Chafariz, Assentamento Lorena, Santana, Olho D’Água e Maísa.

“Apresentamos a população os nossos projetos para mudar Mossoró. Cada abraço e apoio que recebemos nas ruas por onde passamos é motivação para seguirmos nossa caminhada em busca de uma cidade para todas as famílias”, comentou.

A ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) fez os primeiros ato de campanha na Cobal e a feira do Vuco-vuco. Ela ainda realizou um adesivaço pelo Centro da cidade.

“Está dada a largada! Começamos oficialmente hoje a caminhada pela mudança que Mossoró quer e precisa. A gente só faz campanha na rua, conversando com as pessoas, ouvindo as pessoas. Mossoró conhece a forma de Cláudia Regina trabalhar, porque venho aqui, onde sei que o problema existe, para construir junto com todos a melhor solução para quem está aqui, todo dia, cedinho, na busca pelo sustento da família”, afirmou.

Ronaldo Garcia do PSOL iniciou a campanha inaugurando a “Casa 50” na Rua Mestre Canuto no Alto de São Manoel.

“A expectativa é muito boa apesar da pandemia. As eleições serão bastante atípicas. Vamos apresentar uma proposta do PSOL que será robusta e em defesa da classe trabalhadora”, frisou.

A candidata Irmã Ceição realizou atividades internas de campanha.

Categorias
Matéria

MP Eleitoral entra com pedido de rejeição ao registro de candidatura de Cláudia Regina

Cláudia tem candidatura questionada pelo MP Eleitoral (Foto: reprodução/Blog do Barreto)

O Ministério Público Eleitoral entrou com Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) contra a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) por considerar que ela ainda está inelegível até 7 de outubro.

A ação é assinada pelo promotor eleitoral Lúcio Romero Marinho.

O MP Eleitoral alega que embora o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ao responder consulta do deputado Célio Studart (PV/CE) tenha informado que os vereadores e prefeitos cassados nas eleições 2012 não teriam a inelegibilidade estendida de 7 de outubro para 15 de novembro, Cláudia estava inelegível ao pedir o registro da candidatura.

“No caso da impugnada, o termo final de sua inelegibilidade ainda não se esgotou, tendo em vista que a data das eleições do ano de 2012 (7 de outubro), e, o momento de informar a Justiça Eleitoral as suas condições de registrabilidade (condições de elegibilidade e não incidência das causas de inelegibilidade), é no momento do protocolo do Requerimento do Registro de Candidatura (RRC), que no caso, ainda não se expirou”, alegou.

Para o MP Eleitoral é necessário estar com todas as condições de elegibilidade no ato do pedido do registro de candidatura.

“As condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento da formalização do pedido de registro da candidatura, ressalvadas as alterações, fáticas ou jurídicas, supervenientes ao registro que afastem a inelegibilidade”, alegou.

O caso será analisado pela 34ª Zona Eleitoral, responsável pelos registros de candidaturas.

OUTRO LADO

Por meio de nota Cláudia Regina se manifestou dizendo-se surpresa com a ação:

É com surpresa que a coligação “Juntos por Mossoró” recebe a notícia de que o Ministério Público Eleitoral – MPE entrou com ação pedindo impugnação de registro de candidatura da democrata Cláudia Regina alegando “suspensão dos direitos políticos”, coincidentemente, à véspera do primeiro dia de campanha eleitoral.

A decisão julgada no dia primeiro de setembro de 2020 pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE autoriza a candidatura de Cláudia Regina. Neste sentido, a candidata manifesta seu respeito à atuação do Ministério Público, órgão de extrema importância para o exercício da democracia, ao passo que reitera sua plena confiança no exercício da Justiça e no transcurso propositivo da campanha eleitoral à Prefeitura de Mossoró.

Confira a AIRC contra Cláudia Regina