Categorias
Análise

Ao tirar apoio do Podemos a Allyson e levar para Genivan, Styvenson mostra alinhamento com o PL

O senador Styvenson Valentim (PODE) conseguiu tirar o apoio do Podemos anunciado ao prefeito Allyson Bezerra (União) e levar para a pré-candidatura bolsonarista de Genivan Vale (PL).

O gesto é uma demonstração de que Styvenson está alinhado ao senador Rogério Marinho (PL), líder do bolsonarismo no Rio Grande do Norte.

Styvenson deu um forte sinal de que caminhará ao lado de Rogério em 2026. O bolsonarista deve disputar o Governo do Rio Grande do Norte. Styvenson admite tanto disputar o executivo estadual quanto a reeleição.

Se manter a tendência vai tentar ser reeleito.

Categorias
Matéria

Conversa de Carlos Augusto com bolsonarista reforça que rosalbismo não é confiável para o PT

O encontro do ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado com o presidente municipal do PL Genivan Vale é uma demonstração de que o rosalbismo não merece a confiança do PT.

Já emergiu dos bastidores que o rosalbismo quer o apoio do PT, mas sem indicação de vice. Agora conversa com o PL de Jair Bolsonaro.

É uma profunda demonstração de desapreço com o partido da governadora Fátima Bezerra e do presidente Lula.

O golpe está aí, o PT só cai se quiser!

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 3 abr 2024 – Isolda Dantas e o futuro do PT nas eleições

Categorias
Matéria

Enquanto cogitava aliança restrita com o PT, rosalbismo flerta com o bolsonarismo

A revelação é do Blog Diário Político: o líder do rosalbismo Carlos Augusto Rosado abriu conversas com o PL ao dialogar com o pré-candidato a prefeito do partido Genivan Vale.

A abertura de conversa veia na esteira da declaração do ex-deputado federal Beto Rosado (PP) de que não apoiaria a tia afim, Rosalba, caso ela se alie ao PT.

O rosalbismo já deixou claro nos bastidores que gostaria de ter o apoio do PT pensando em abocanhar a estrutura do Governo do Estado e colar na grife Lula, que sempre transfere votos em Mossoró, mas não tem nada a oferecer, nem a vaga de vice.

Enquanto paquera com o PT, o rosalbismo flerta com os bolsonaristas.

Categorias
Análise

Rogério fracassa em tentativa de intervir na política de Mossoró

Ao anunciar a candidatura do presidente municipal do PL Genivan Vale a prefeito de Mossoró, o senador Rogério Marinho (PL) assinou o recebido do fracasso nas suas articulações políticas para intervir na política mossoroense.

Rogério queria indicar o vice do prefeito Allyson Bezerra (União). A proposta foi rejeitada. Allyson tem os mesmos planos que Rogério para 2026 e um vice indicado pelo líder bolsonarista diminuiria a margem de manobra do burgomestre mossoroense.

Restou a Rogério o confronto. Ele tentou pinçar um aliado importante de Allyson, o presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim para disputar o voto pela cadeira mais confortável do Palácio da Resistência. Mas Lawrence não topou e seguiu o plano de voo inicial de se filiar ao PSDB, montar uma nominata forte e seguir na base de Allyson.

Rogério ainda sofreu retaliações com aliados deixando o PL para se alinhar nos partidos da base de Allyson. Além disso, o bolsonarismo local perdeu o empresário Michelson Frota, presidente do Sindlojas, um importante quadro dos bastidores que costuma ajudar na arrecadação de recursos de campanha.

Restou a Rogério uma solução caseira para não ficar “por baixo”. Genivan dificilmente ganhará a simpatia do eleitor bolsonarista que é bastante identificado com Allyson.

O presidente do PL local terá que fazer malabarismos como na pandemia quando tentava convencer nas redes sociais que tomar remédio de verme era melhor que se vacinar.

Rogério fracassou!

Categorias
Matéria

Exclusivo: Styvenson nega definição por Genivan e afirma que decisão de apoio do Podemos a Allyson está suspensa

Em conversa com o Blog do Barreto o senador Styvenson Valentim (PODE) informou que não tem qualquer definição a respeito do posicionamento dele em relação as eleições em Mossoró.

Ele negou ter definido apoio ao pré-candidato bolsonarista Genivan Vale (PL). “Até conversei com ele, mas não tem nada definido”, informou.

Genivan chegou a dizer a Tribuna do Norte que recebeu o apoio de Styvenson Valentim.

Sobre o apoio do Podemos ao prefeito Allyson Bezerra (União) anunciado há poucos dias, Styvenson disse que a decisão ocorreu em um contexto de possibilidade de entendimento com o PL e que agora foi necessário suspender a decisão. O senador declarou que o partido tem autonomia para decidir em Mossoró, mas ele não decidiu nada. “O Podemos é um CNPJ que tem um pessoal que veio do Solidariedade que tem liberdade para fazer alianças e tomaram a iniciativa e no dia que anunciaram eu liguei para avisar que eu não decidi nada”. Informou.

Styvenson disse que a decisão do Podemos em apoiar Allyson está suspensa. “Pode ser que fique e pode ser que não fique”, especulou.

Sobre um possível entendimento com o prefeito o senador foi curto e grosso: “Vou esperar Allyson me procurar e aviso que esse papinho de ‘2026 estou contigo’ não cola comigo”.

O senador disse que a definição sobre apoiar Allyson ou Genivan sairá nos próximos dias. “A única coisa certa é que não apoio a esquerda”, avisou.

Categorias
Análise

Sem nomes, bolsonarismo aposta em defensor da ivermectina na pandemia para prefeito de Mossoró

Depois de não conseguir emplacar o vice do prefeito Allyson Bezerra (União) e romper com o chefe do executivo municipal, o bolsonarismo mossoroense bateu cabeça em busca de um candidato para chamar de seu.

O senador Rogério Marinho (PL), líder do segmento no Rio Grande do Norte, falhou miseravelmente na tentativa de atrair um nome da base de Allyson para lançar ao Palácio da Resistência nas eleições deste ano.

O não mais emblemático foi do presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim que manteve o compromisso de ir para o PSDB e de seguir aliado de Allyson, apesar das rusgas desde o final de 2020.

Rogério ainda tentou apostar no empresário Tião Couto que não quer voltar a ser candidato, apesar de ser um bolsonarista e admirador do senador de longa data.

Sobrou para o ex-vereador Genivan Vale, presidente do PL municipal. Genivan há tempos largou a imagem de político moderado e de boas ideias para abraçar o bolsonarismo. Na pandemia abraçou o negacionismo fazendo pregação nas redes sociais da ivermectina como solução para a covid-19.

O medicamento usado para piolho e verme não serve para tratar doença viral, mas Genivan segue até hoje jurando de pé juntos que o vermífugo funciona apesar de ter se vacinado (digo isso porque encontrei ele na fila da vacinação) apesar de todas as dúvidas que ele colocou na vacina que foi quem realmente pôs um ponto final na pandemia.

Restou ao bolsonarismo mossoroense alguém que lhe representa a altura.

Categorias
Matéria

Convite a Tony para ser vice de Lawrence partiu de Genivan. Conversas para presidente da Câmara disputar prefeitura pelo PL estariam avançadas

O vereador Tony Fernandes, que está trocando o Solidariedade pelo Avante, foi procurado pelo presidente municipal do PL Genivan Vale para ser indicado vice numa chapa bolsonarista nas eleições para Prefeitura de Mossoró.

Tony comporia chapa ao lado do presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim, que está trocando o Solidariedade pelo PSDB. Amorim, teria que mudar de planos e ir para o PL.

O blog apurou que o líder da oposição não disse que sim nem não. Deixou o assunto em aberto. Mesmo comportamento de Lawrence.

A articulação está sendo conduzida pelo senador Rogério Marinho que está rompendo com o prefeito Allyson Bezerra (União) que não aceitou um vice do bolsonarismo.

Allyson tem planos de disputar o Governo do Estado em 2026 e para isso precisa colocar alguém de sua absoluta confiança no posto de vice para poder seguir controlando o Palácio da Resistência quando precisar se desincompatibilizar para cumprir as regras eleitorais de elegibilidade.

Categorias
Matéria

Ex-vereador e defensor da ivermectina como solução para covid assume comando do partido de Bolsonaro em Mossoró

Defensor da ivermectina como solução para pandemia da covid-19 e crítico do ministro do STF Alexandre de Moraes por sua atuação contra os propagadores de fake news e o golpismo, o ex-vereador Genivan Vale gabarita praticamente todos os itens do típico bolsonarista.

Não por acaso ele se encaixou perfeitamente no perfil que o senador Rogério Marinho quer dar ao PL nos municípios após tomar a legenda do deputado federal João Maia, um típico político do centrão.

Rogério quer o PL bolsonarizado no Rio Grande do Norte.

Marinho anunciou Vale como novo presidente do partido por meio de nota em que o senador deixou bem clara a missão ideológica: “O convite foi feito após diversas reuniões com lideranças comprometidas com a direita conservadora, com a defesa dos valores da família, da propriedade, da livre iniciativa e empreendedorismo, da liberdade religiosa, liberdade de imprensa, a favor da vida, contra a legalização das drogas e implantação da ideologia de gênero nas escolas”.

A missão inicialmente é formar a nominata de vereador para 2024, “seguindo os valores do partido”, conforme recomenda Rogério.

Nota do Blog: apesar de defensor da ivermectina cheguei a encontrar Genivan na fila da vacina no ginásio do Sesi. No final das contas ele sabia o que realmente salva vidas.

Categorias
Matéria

Allyson pode apelar para “solução caseira” para vice

Allyson pode ter vice “caseiro” (Foto: cedida)

O deputado estadual Allyson Bezerra (SD) busca um vice para chamar de seu, mas tem encontrado dificuldades. A solução pode ser “caseira”.

O nome mais cotado seria o do ex-vereador Genivan Vale que é membro do Solidariedade. Ele chegou a ser convidado para ser companheiro de chapa.

Por enquanto o foco é em formar uma aliança atraindo um vice de outro partido.

A convenção do Solidariedade está marcada para o dia 12.