Categorias
Matéria

Deputado ironiza possível saída de Robinson do PSD: “o mundo CAPOTA!”

O deputado estadual Jacó Jácome (PSD) foi as redes sociais comentar a possibilidade do ex-governador Robinson Faria deixar o PSD para acompanha o filho/ministro das comunicações Fábio Faria na migração ao PP.

Jacó, acusado ano passado de infidelidade partidária por Robinson no ano passado, resgatou a história e foi a forra:

O presidente do PSD Robinson Faria deverá sair da sigla, seu filho deverá sair da sigla, o partido vai se esvaziando. São os mesmos que tentaram suspender meu mandato com um papel apócrifo e sem legitimidade, usaram blogs pra me chamar de infiel ao partido.

O mundo CAPOTA!

Jacó aguarda a abertura da janela partidária para deixar o PSD também, mas sem Robinson pode ser que mude de ideia.

 

Categorias
Sem categoria

Beto classifica como “situação delicada” fala de Fábio Faria sobre Rosalba e Allyson

O ministro das comunicações Fábio Faria anunciou que está trocando o PSD pelo PP no primeiro dia da janela partidária. Na mesma entrevista ele deixou claro a aliança com o prefeito de Mossoró Allyson Bezerra (SD) e se referiu à ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) como adversária (ver AQUI).

O problema é que Rosalba é tia do deputado federal Beto Rosado, presidente estadual do PP. O Blog do Barreto conversou com o líder pepista que classificou a fala como “uma situação delicada”. “Fica estranho”, complementou.

Para Beto, o ministro está optando por um adversário do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Fábio Faria, que está cotado pra ser vice-presidente, está com um adversário de Bolsonaro. Allyson recebe as obras do Governo Federal e diz que é dele. Minha curiosidade é saber se Allyson votaria numa chapa Bolsonaro/Fabio Faria”, provocou.

Beto confirmou a versão do ministro de que possui uma boa relação com ele e que vai tratar desse assunto em breve. “Vou conversar com ele quando for oportuno. Tenho muito carinho por ele e respeito”, visou.

Questionado se mudaria de partido devido a postura de Fábio, Beto, por ora, descartou essa possibilidade. “Estou tocando o partido e honrarei todos os compromissos e se não houver como seguir tomarei um outro rumo”, especulou.

Sobre a preferência entre Fábio e o ministro do desenvolvimento regional Rogério Marinho (PL), Beto “subiu no muro”: “admiro os dois ministros. Estão fazendo um excelente trabalho e estão muito próximos nas pesquisas”.

 

Categorias
Matéria

Fernandinho nega rompimento com Allyson: “quem decide isso é o prefeito”

Em conversa com o Blog do Barreto o vice-prefeito Fernandinho afirmou, que está de saída do PSD para retornar ao Republicanos, negou que esteja rompendo com o prefeito Allyson Bezerra (SD).

“Não tem isso (rompimento). Minha relação com o prefeito é boa e o nosso projeto foi para a Prefeitura de Mossoró”, declarou. “Quem decide isso (rompimento) é o prefeito. Ele quem escolhe que fica e quem sai da gestão. Não temos nenhuma conversa nesse sentido”, garantiu.

Fernandinho disse que está tocando o projeto de ser candidato a deputado estadual sem exigir apoio de Allyson. “O que existe é que estou buscando outra legenda onde tenha condições de ser candidato com chances de ser eleito e isso não gera nenhum conflito”, acrescentou.

Sobre a história de que estaria passando para a base da governadora Fátima Bezerra (PT) ele disse ter um carinho pela petista. “Gosto muito de Fátima e acho que ela será reeleita”, disse.

Por fim, Fernandinho declarou que está com o retorno ao Republicanos 85% encaminhado.

 

 

Categorias
Matéria

Fábio Faria afirma que Allyson é o aliado dele em Mossoró e Rosalba é adversária

O ministro das comunicações Fábio Faria em entrevista à TV Ponta Negra nesta segunda-feira declarou que a aliança dele em Mossoró é com o prefeito Allyson Bezerra (SD).

Ao confirmar que no primeiro dia da janela partidária vai trocar o PSD pelo PP o ministro deixou bem claro que a mudança está inserida no contexto nacional e mesmo ponderando ter uma boa relação com o deputado federal Beto Rosado é adversário da ex-governadora Rosalba Ciarlini.

Ele disse ainda que a prioridade é ser candidato ao Senado e que a possibilidade de vir a ser vice de Bolsonaro está no campo das especulações.

Confira:

Categorias
Matéria

Vice-prefeito de Mossoró vai mudar de partido para ser candidato

O vice-prefeito de Mossoró Fernandinho vai deixar o PSD. A decisão foi confirmada em conversa com o Blog do Barreto nesta quinta-feira.

O partido que sai na frente para receber o vice-prefeito é o Republicanos. Ontem ele esteve em Brasília conversando com o presidente nacional do partido, Marcos Pereira, ao lado do presidente da Confederação Brasileira dos Trabalhadores da Pesca e da Aquicultura (CBPA), Abrão Linconl.

A definição sobre a ida ao Republicanos deve sair na próxima semana. “A gente está conversando e vendo uma definição. Creio que até quarta-feira da próxima semana tenha uma resposta”, disse Fernandinho.

Ele explicou ao Blog que uma das condições é que o partido abra diálogo com a governadora Fátima Bezerra (PT). “me dou muito bem com a governadora e uma das condicionantes para eu ir para o Republicanos é que o partido possa conversar com ela que vem fazendo um bom trabalho. Gosto muito dela”, justificou.

Ele disse que está deixando o PSD porque lá sua candidatura a deputado estadual enfrentaria mais dificuldades e que vai levar consigo alguns diretórios da Região Oeste para a nova opção partidária. “A gente não vai ficar e alguns diretórios da região vão nos acompanhar”, acrescentou.

Fernandinho reforçou que segue aliado do prefeito Allyson Bezerra (SD). “É só uma questão de partido. Temos uma convivência boa”, frisou.

Categorias
Matéria

Decisão judicial respalda intervenção de Robinson na bancada do PSD na Assembleia

Jacó e Robinson estão em pé de guerra no PSD e isso respinga na CPI da covid-19 (Foto: web/autor não identificado)

A queda de braço entre o ex-governador Robinson Faria (PSD) e o deputado estadual Jacó Jácome (PSD) teve um novo capítulo nesta segunda-feira com a decisão da juíza Arklenya da Silva Pereira, da 8ª Vara Cível em Natal.

Robinson interveio na bancada do PSD, de maioria governista, que escolheu Vivaldo Costa como líder. A decisão teve como consequência a saída do partido do blocão partidário que garantiu maioria para a posição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19 na Assembleia Legislativa mesmo ela sendo minoritária no plenário.

A magistrada argumentou que o Estatuto do PSD em seu artigo 79, inciso VIII, prevê que nos casos de gravidade ou urgência o Relator poderá indicar, e o Presidente da respectiva Comissão Executiva poderá adotar, a aplicação sumária e liminar de qualquer das medidas disciplinares previstas, observada a prerrogativa especial conferida pelo art. 13, no caso de Representações dirigidas à Comissão Executiva Nacional. “Ao meu ver, a questão parece se tratar de uma medida a ser decidida pelos próprios partidários, não sendo cabível a interferência do Poder Judiciário neste sentido, sobretudo pelo fato da parte autora não ter trazido aos autos demonstração de existência de ilegalidade”, justificou na decisão.

Assim ficou valendo a decisão de Robinson Faria que suspendeu Jacó e Vivaldo Costa das atividades partidárias permitindo que o único deputado estadual de oposição assuma o status de líder do partido.

O início da CPI foi suspenso até que fosse toma uma decisão judicial sobre esse imbróglio.

Categorias
Matéria

Deputado processa próprio partido e dispara: “episódio grotesco e de tirania”

Jacome e alta cúpula do PSD no RN vem protagonizando embate (Foto: AL;RN)

Durante a Sessão da Assembleia Legislativa do RN na manhã de hoje (01), o deputado Jacó Jácome (PSD) discursou a respeito da suspensão de atividades partidárias que recebeu do seu partido, o PSD. Jacó informou que já entrou com uma ação cautelar anulatória da medida, na Justiça Comum, e está aguardando o julgamento.

O Blog do Barreto já havia noticiado que o deputado Jacó Jácome estava em rota de colisão com lideranças do PSD, desde que o ex-governador Robinson Faria, Presidente Estadual do partido, decidiu substituir a liderança da legenda na assembleia legislativa, o que foi tratado por Jácome como uma intervenção antidemocrática (Veja mais AQUI)

Jácome explicou que o PSD suspendeu suas atividades partidárias alegando que suas declarações estavam indo de encontro ao estatuto da legenda. O deputado contou que Jacó ele e seu colega de legenda na AL/RN, deputado Vivaldo Costa, realizaram uma eleição democrática, cumprindo todos os requisitos formais, e com dois votos a favor Vivaldo foi eleito líder do partido. De acordo com o deputado, após isso, foi iniciado um movimento para anular a eleição.

“Logo depois nós recebemos uma notificação extraoficial do PSD, dizendo que estaríamos indo contra os estatutos. Mas o próprio PSD está descumprindo suas regras estatutárias, já que o previsto é apenas a suspensão das atividades partidárias de um parlamentar, nunca suas atividades como um todo. Mas o PSD suspendeu as minhas atividades partidárias. Repito: não há previsão legal para isso. O partido, além de promover um episódio grotesco e de tirania, está infringindo o próprio estatuto. Jamais o partido poderia interferir no meu mandato”, criticou.

Segundo o deputado, ele utilizou todos os recursos políticos e administrativos para dialogar com a direção da Executiva Estadual do PSD, mas não obteve resposta. “Nunca houve nenhum feedback para guiar os filiados no sentido de qual seria a orientação político-partidária que deveríamos adotar no RN”, detalhou.

Jácome também criticou a Mesa Diretora da AL. Para ele, não houve respeito jurídico aos ritos formais da Casa legislativa. “Como a Mesa aceitou a imposição partidária, eu comunico a todos que, na noite de ontem, nós protocolamos na Justiça Comum, uma ação cautelar anulatória dos atos antidemocráticos do partido contra a minha pessoa e a do deputado Vivaldo Costa. O processo já está tramitando, e nós vamos aguardar o julgamento, certos de que venceremos”, concluiu.

CPI – O anúncio de que Jacó Jácome está processando o PSD e toda a confusão gerada pela dança de cadeiras no partido acabou adiando o início da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a conduta do Governo Estadual na gestão da pandemia. 

O adiamento visa aguardar que a Justiça se pronuncie sobre o imbróglio envolvendo o partido, que foi incluindo no bloco oposicionista formado por PSDB, MDB, SD, PSC, PROS, e DEM mesmo com a maioria dos parlamentares se posicionando contra. A manobra foi possível graças a uma intervenção do ex-governador Robinson Faria, presidente estadual do PSD, que suspendeu os deputados Jacó Jácome e Vivaldo Costa das funções partidárias  (Veja mais sobre isso aqui)

Categorias
Matéria

Deputado afirma que CPI da Covid-19 na Assembleia é eleitoreira e admite que deve mudar de partido

Jacó reage à punição de Robinson (Foto: reprodução/Blog do Barreto)

Entrevistado no Foro de Moscow nesta segunda-feira o deputado estadual Jacó Jácome (PSD) disse que a CPI da covid-19 na Assembleia Legislativa tem um caráter meramente eleitoreiro.

“Serve apenas para ajudar dois ou três deputados no projeto de reeleição”, avaliou.

O deputado também diz estar sofrendo uma perseguição por parte do ex-governador Robinson Faria, presidente estadual do PSD, que o suspendeu das atividades partidárias e interveio para impor o nome Galeno Torquato como líder do partido quando a bancada tinha escolhido Vivaldo Costa. “O PSD há muito deixou de ser um partido para servir aos interesses de Robinson que quer apenas desgastar a governadora”, disparou. A decisão de Robinson será contestada na Justiça.

Jacó disse que estuda sair do PSD por duas formas: ou pela via jurídica ou autorizado por Robinson. “Não vou fazer o que eles querem e perder o mandato”, avisou.

O deputado disse ainda que não faz parte da bancada da governadora Fátima Bezerra (PT) e se colocou como independente.

Ivermectina

Estudante de medicina, Jacó Jácome lamentou que políticos tenham defendido o uso medicamentos cm ineficácia comprovada contra a covid-19, como a ivermectina. “Se preocuparam mais com a política”, analisou.

Confira o programa completo:

Categorias
Matéria

Martelo batido: Robinson fica no PSD mesmo que Fábio saia

Kassab anuncia que Robinson fica (Foto: reprodução)

O ex-governador Robinson Faria vai permanecer no PSD, partido que preside em nível estadual. O martelo foi batido hoje à tarde em Brasília em conversa com o mandante nacional da legenda Gilberto Kassab.

Confira no vídeo abaixo:

Com a possibilidade real do filho de Robinson, o ministro das comunicações Fábio Faria, trocar o PSD pelo PP ventilou-se a possibilidade de o ex-governador também deixar a agremiação. A hipótese está, por ora, descartada.

Robinson está inelegível e caso recupere os direitos políticos será candidato a deputado federal.

Categorias
Reportagem

As diferenças dos casos de Mineiro/Beto e PSOL/Jacó Jácome

Ministro Luís Felipe Salomão tem decisões questionadas no RN (Foto: reprodução)

Logo após o ministro Luís Felipe Salomão decidir que Jacó Jácome (PSD) herdará o mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) surgiu nas redes sociais a teoria da conspiração de que o magistrado age contra a esquerda no Rio Grande do Norte.

Isso porque ele suspendeu a anulação dos votos de Kericles Alves Ribeiro, o “Kerinho”, mantendo Beto Rosado (PP) na Câmara e impedindo a posse do deputado diplomado Fernando Mineiro (PT).

No entanto é preciso entender que são processos com natureza diferentes. Sandro Pimentel foi cassado sob a acusação de fraude na prestação de contas. O Caso Kerinho envolve registro de candidatura.

O fato de Salomão ignorar uma determinação do próprio TSE que estabeleceu a retotalização caso o registro de Kerinho voltasse a ser indeferido não significa que ele tenha errado na anulação dos mais 19 mil votos de Sandro Pimentel, impedindo a posse do suplente do PSOL.

No Caso Kerinho o TSE manteve decisão monocrática do então relator Jorge Mussi cuja redação é a seguinte:

Ante o exposto, reconsidero a decisão agravada para dar provimento ao recurso especial, nos termos do art. 36, § 7º, RI-TSE, a fim de anular o aresto a quo ante o reconhecimento do erro judiciário, determinando-se retorno aos autos à origem para que TRE/RN proceda a análise do registro de candidatura com a documentação probatória

Nesse contexto é necessário que o TRE /RN recalcule os referidos quocientes no que toca ao cargo de deputado federal do Rio Grande do Norte, ressalvando que o resultado eleitoral fica condicionando ao que se decidir no presente registro.

Diz o artigo 222 do Código Eleitoral:

Art. 222. É também anulável a votação, quando viciada de falsidade, fraude, coação, uso de meios de que trata o Art. 237, ou emprego de processo de propaganda ou captação de sufrágios vedado por lei.

Ou seja: Salomão ignorou a orientação da corte que integra para impedir a posse de Mineiro e seguiu a lei ao trocar o mandato do PSOL (no caso seria herdado pelo professor Luís Carlos) pelo do PSD de Jacó Jácome.

Nota do Blog: no caso de Mineiro vale lembrar que o presidente do TRE Gilson Barbosa enviou despacho ao ministro Salomão explicando que cumpriu decisão do TSE ao diplomar Mineiro.