Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 18 jun 2024 – Flávio Azevedo, o novo senador do RN

Categorias
Matéria

Números mostram Rogério mais radical que Styvenson em relação ao governo Lula

O Portal Congresso em Foco elaborou um ranking de alinhamento com o Governo Lula entre os senadores. Da bancada potiguar a senadora Zenaide Maia (PSD), uma antiga aliada do PT, é a que me se alinha as propostas do presidente.

Ela tem votado com o Governo em 95,5% das propostas.

Por outro lado, chama atenção Rogério Marinho (PL), tido como moderado no passado, que votou 100% contra as propostas do Governo Lula. Tachado de radical e intransigente, Styvenson Valentim (PODE) tem se mostrado mais maleável que Marinho.

Styvenson votou a favor do Governo Lula em 31,6% das matérias.

Rogério é líder da oposição e um aliado próximo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), maior expoente da extrema-direita. Já Styvenson decidiu se tornar um político mais flexível após sofrer uma derrota acachapante nas eleições para o Governo do Rio Grande do Norte em 2022.

Categorias
Matéria

Rogério faz propaganda para Allyson ao tentar jogar eleitor bolsonarista contra o prefeito usando meia verdade

O senador Rogério Marinho (PL) discursou no evento bolsonarista no último sábado em Mossoró chamando o prefeito Allyson Bezerra (União) de omisso em relação ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em 2022.

Abre aspas para Marinho: “Nós não tivemos por parte das lideranças formais de Mossoró o engajamento, o apoio e o comprometimento quando o Brasil precisou de nós. E eu caminhei pelas ruas de Mossoró no segundo turno ao lado de muito poucos, inclusive o prefeito de Mossoró, tão ajudado, se omitiu, se escondeu e não ajudou o presidente Bolsonaro. Nós temos a responsabilidade de não deixar que se repita”.

É uma meia verdade. De fato, Allyson não deu declarações contundentes em favor do presidente que se tornaria o primeiro da história a não conseguir a reeleição na história brasileira. Mas na política, os gestos falam mais que as palavras e o prefeito fez um ato inusitado de apoio a Bolsonaro quando saiu pelas ruas de Mossoró num desfile patético com caminhões, tratores e outros veículos agrícolas.

Quem viu, identificou como um ato de campanha a favor de Bolsonaro. Até agradecimento ao ex-presidente, dar crédito a políticos que ajudam a gestão não é comum na trajetória de Allyson, teve.

Tanto que o Ministério Público Eleitoral abriu procedimento investigativo para apurar o caso.

Foi uma movimentação com repercussão maior do que qualquer ato de campanha “ao lado de muito poucos” citado por Marinho. Até a Folha de S. Paulo noticiou a presepada.

O líder do bolsonarismo no Rio Grande do Norte acabou fazendo propaganda a favor de Allyson com essa meia verdade. Mossoró rejeitou o ex-presidente nas urnas. No segundo turno o presidente Lula (PT) venceu em todas os bairros da cidade e teve mais de 60% dos votos válidos.

Entendo o esforço para afastar o eleitor bolsonarista de Allyson e linkar ao ex-vereador Genivan Vale (PL), mas o discurso é mais uma peça de propaganda a favor do prefeito porque o grosso de eleitor mossoroense vê essa “omissão” com bons olhos.

Mas a verdade completa é que Allyson foi de Bolsonaro em 2022 e Rogério sabe disso.

Categorias
Análise

Dono da Tribuna do Norte vai substituir Rogério Marinho

O senador Rogério Marinho (PL) vai dar um tempo no trabalho de votos contra a classe trabalhadora no Senado para dar lugar a um suplente que está a altura da sua missão.

Ele será substituído pelo empresário Flávio Azevedo (PL), dono da Tribuna do Norte.

Rogério vai atender ao desejo do financiador de sua campanha e se dedicar as eleições municipais com vistas ao objetivo de se candidatar ao Governo do Estado em 2026.

Categorias
Matéria

Carlos Eduardo assina atestado de republicanismo para Lula ao dizer que presidente não o ajudou em processo contra Marinho

Ao justificar em entrevista à 98 FM que não vai recorrer da decisão que absolveu o senador Rogério Marinho (PL) da acusação de abuso de poder político e econômico usando a máquina pública federal, o ex-prefeito do Natal Carlos Eduardo Alves (PSD) disse que a decisão se pauta pela falta de apoio do presidente Lula (PT).

O posicionamento foi revelado pelo jornalista Túlio Lemos no programa 12 em Ponto.

A fala de Carlos Eduardo é um atestado de republicanismo do presidente Lula no sentido de que não usa a estrutura federal para perseguir adversários.

Carlos alega que faltou empenho para tirar o mandato de Rogério e que não vai perder tempo com isso, daí a desistência de recorrer.

 

Categorias
Matéria

TRE/RN absolve Rogério Marinho de acusação de abuso de poder político e econômico

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do (TRE/RN) acabou de absolver o senador Rogério Marinho (PL) da acusação de abuso de poder político e econômico.

A decisão foi unânime seguindo voto do relator Expedito Ferreira que não encontrou irregularidades praticadas pelo líder do bolsonarismo potiguar. Ele considerou as provas apresentadas genéricas e insuficientes para constar os abusos.

Com isso Rogério escapa da cassação, mas os advogados do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PSD) podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Categorias
Matéria

Pedido de cassação de Rogério Marinho está pautado para hoje no TRE

Está na pauta do julgamento de hoje do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) o pedido de cassação do mandato do senador Rogério Marinho (PL).

Marinho é acusado pelos advogados do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PSD) de ter praticado abuso de poder econômico usando a estrutura do Governo Federal para ser eleito senador.

O relator do processo é o desembargador Expedito Ferreira.

Nota do Blog: Rogério passou os últimos dias mergulhado. Sinais, fortes sinais!

 

Categorias
Análise

Ao tirar apoio do Podemos a Allyson e levar para Genivan, Styvenson mostra alinhamento com o PL

O senador Styvenson Valentim (PODE) conseguiu tirar o apoio do Podemos anunciado ao prefeito Allyson Bezerra (União) e levar para a pré-candidatura bolsonarista de Genivan Vale (PL).

O gesto é uma demonstração de que Styvenson está alinhado ao senador Rogério Marinho (PL), líder do bolsonarismo no Rio Grande do Norte.

Styvenson deu um forte sinal de que caminhará ao lado de Rogério em 2026. O bolsonarista deve disputar o Governo do Rio Grande do Norte. Styvenson admite tanto disputar o executivo estadual quanto a reeleição.

Se manter a tendência vai tentar ser reeleito.

Categorias
Matéria

O que dirá João Maia a respeito do diálogo entre PP e o PL de Rogério Marinho em Mossoró?

O que o deputado federal João Maia, presidente estadual do PP, acha dessa conversa dos seus liderados em Mossoró com a o PL do senador Rogério Marinho?

Até agora o deputado não se manifestou.

No final do ano passado ele deixou o PL após mais de 20 anos após levar uma rasteira de Rogério Marinho.

João assumiu o PP no Estado, mas manteve o partido sob controle do rosalbismo em Mossoró.

Minha aposta: vai dizer que assuntos locais ele não se mete.

Categorias
Análise

Rogério fracassa em tentativa de intervir na política de Mossoró

Ao anunciar a candidatura do presidente municipal do PL Genivan Vale a prefeito de Mossoró, o senador Rogério Marinho (PL) assinou o recebido do fracasso nas suas articulações políticas para intervir na política mossoroense.

Rogério queria indicar o vice do prefeito Allyson Bezerra (União). A proposta foi rejeitada. Allyson tem os mesmos planos que Rogério para 2026 e um vice indicado pelo líder bolsonarista diminuiria a margem de manobra do burgomestre mossoroense.

Restou a Rogério o confronto. Ele tentou pinçar um aliado importante de Allyson, o presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim para disputar o voto pela cadeira mais confortável do Palácio da Resistência. Mas Lawrence não topou e seguiu o plano de voo inicial de se filiar ao PSDB, montar uma nominata forte e seguir na base de Allyson.

Rogério ainda sofreu retaliações com aliados deixando o PL para se alinhar nos partidos da base de Allyson. Além disso, o bolsonarismo local perdeu o empresário Michelson Frota, presidente do Sindlojas, um importante quadro dos bastidores que costuma ajudar na arrecadação de recursos de campanha.

Restou a Rogério uma solução caseira para não ficar “por baixo”. Genivan dificilmente ganhará a simpatia do eleitor bolsonarista que é bastante identificado com Allyson.

O presidente do PL local terá que fazer malabarismos como na pandemia quando tentava convencer nas redes sociais que tomar remédio de verme era melhor que se vacinar.

Rogério fracassou!