Categorias
Checagem de fatos Matéria

MPF desmente informação de que pediu afastamento da governadora e secretário de saúde

Há dias circula em várias páginas de internet a informação de que a procuradora federal Cibele Benevides entrou com um pedido para afastar a governadora Fátima Bezerra (PT) e o secretário de saúde Cipriano Maia.

A Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal informou ao Blog do Barreto que essa informação não procede e que não qualquer pedido de representação contra a governadora e o secretário.

Então o que existe?

O que temos é uma representação anônima envida ao MPF denunciando o Governo do Estado por adquirir sacos hospitalares por R$ 1,3 milhão a uma empresa chamada “A. C. Comércio de Produtos de Limpeza EIRELI” que teria sido aberta em 3 de julho do ano passado.

O MPF informou que a procuradora adotou o procedimento padrão para esse tipo de denúncia: vai investigar se a denúncia procede. “Foi recebida uma representação e autuada uma notícia de fato, convertida em procedimento sigiloso para apuração da verossimilhança das afirmações”, informou a Assessoria de Comunicação do MPF.

Categorias
Checagem de fatos

Checagem de fatos: o Governo do RN recebeu R$ 18 bilhões da União para ações contra a covid-19?

Circula, principalmente nos grupos de Whtasapp bolsonaristas, uma corrente informando que o Governo do Rio Grande do Norte recebeu da União R$ 18 bilhões sendo R$ 5,5 bilhões de auxílio.

A narrativa imposta dá a entender que tudo isso são recursos para uso em medidas contra a pandemia.

Numa das correntes que o Blog do Barreto recebeu tem a seguinte cobrança: “A governadora do RN Fátima, tem a obrigação de explicar onde e como gastou 18 BILHÕES de reais no combate à pandemia. Assim como todos os governadores”.

Logo de cara a informação é ilógica porque R$ 18 bilhões é um montante superior ao total do Orçamento Geral do Estado (OGE) que em 2020 foi de R$ 12,8 bilhões e para 2021 a previsão é de R$ 13,1 bilhões. Logo o Governo Federal teria mandado mais recursos para o combate à pandemia do que todo o orçamento do Estado.

O Blog do Barreto apurou junto ao Governo do Estado que a arrecadação em 2020 (não confunda orçamento com financeiro) foi de R$ 11,9 bilhões em 2020 sendo R$ 5,7 bilhões referentes a transferências recebidas da União sendo aproximadamente 85% desse segundo montante relativos à transferências constitucionais obrigatórias como o Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Para combate a pandemia o Fundo Estadual de Saúde recebeu R$ 296,5 milhões sendo R$ 145,2 milhões relativos a Lei 173/20 mais 32,13 milhões da Lei Aldir Blanc.

Fora os recursos para uso em ações contra a covid-19 também foram cedidos R$ 440 milhões a título de compensação pelas perdas de receitas da arrecadação própria. Esses recursos são resultado de articulações realizadas no Congresso Nacional.

Num conta grosseira o Governo do Rio Grande do Norte recebeu para a covid-19 R$ 768,63 milhões no total.

O secretário estadual de planejamento Aldemir Freire reagiu ao assunto nas redes sociais:

Mas de onde veio então essa conta de R$ 18 bilhões? O presidente Jair Bolsonaro propagou nas redes sociais uma informação sobre repasses dado a entender que era para os Governos Estaduais em que incluiu o total também repassado aos municípios e (pasme!) auxílio emergencial que vai direto para as contas dos beneficiários.

Os números foram divulgados num momento em que o presidente é pressionado a financiar novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) conforme apontou o UOL.

Uma carta assinada por 16 governadores, entre os quais Fátima Bezerra, contesta os números.

Lei reportagem sobre a carta AQUI.

Categorias
Checagem de fatos Matéria

Checagem de fatos: comitê de apoio de candidato a vereador foi metralhada em Mossoró?

Casa metralhada não é comitê de Naldo Feitosa (Foto: cedida)

Circula no submundo do Whatsapp a informação de que uma casa que funcionaria como comitê do candidato a vereador Naldo Feitosa (PSC) teria sido metralhada na noite de ontem, terça-feira.

O Blog do Barreto fez contato com Feitosa que explicou o que aconteceu:

Não tenho comitê. Acredito que tenha umas mil casas com adesivos meus. Infelizmente aconteceu isso no restaurante desse rapaz que fica no Bairro Rincão (na verdade Belo Horizonte). Não foi nem na casa dele, foi no restaurante. Infelizmente estão associando uma coisa com a outra que não existe. A nossa campanha está excelente e abençoada. Não sei se está incomodando alguém, mas graças a Deus está tudo em paz. Ressalto que não tenho comitê e se tivesse estaria registrado na Justiça Eleitoral”.

Resumindo: um restaurante com adesivo de Naldo Feitosa foi metralhado, mas não se trata de um comitê de campanha do candidato.

Categorias
Matéria

Checagem de fatos: Rosalba se afastou do cargo?

Rosalba segue em atividades de campanha sem se afastar do cargo (Foto: cedida)

Muita gente questionou o Blog do Barreto se procedia que a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) estaria se afastando do cargo para se dedicar exclusivamente à campanha eleitoral.

De fato durante boa parte do dia o boato circulou, mas sem nenhum anúncio oficial.

O Blog questionou a secretária municipal de comunicação Aglair Abreu que desmentiu a informação:

“Ela não vai se afastar. Nos eventos, ela está sendo representada sempre pela vice, como ocorreu algumas vezes ao longo do mandato”.

A secretária explicou ainda que a prefeita está cumprindo suas obrigações com adaptação à rotina de candidata. “Como ela é prefeita 24h por dia, está ajustando a agenda ao longo do dia”, frisou.

Categorias
Checagem de fatos Matéria

Rosalba mente cinco vezes em postagem no Instagram

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) fez um post ontem no Instagram em que faz um balanço da gestão e anuncia que é pré-candidata a prefeita nas eleições de 15 de novembro.

A reflexão sem autocrítica (é ela não reconhece nenhum erro) traz uma série de informações inverídicas que só os seus devotos e os mais desinformados vão acreditar, mas é para este segundo grupo que vamos contribuir com esta matéria desconstruindo cada uma das informações improcedentes.

São cinco mentiras ao todo distribuídas nos quatro tópicos abaixo.

Diz Rosalba:

“Tenho certeza que você lembra como estava Mossoró 4 anos atrás: salários atrasados, sem iluminação, sem obras, até o comércio não queria mais vender ao Município porque sabia que não recebia”.

Os fatos: realmente houve vários atrasos de salários na gestão de Francisco José Junior, inclusive, ele entregou o cargo com dois meses em aberto. Mas não procede que a cidade estava SEM ILUMINAÇÃO. Ela fala como se a cidade estivesse totalmente às escuras, um exagero. Rosalba fala que a cidade estava sem obras, mas ela sequer terminou algumas deixadas pela gestão anterior como a Creche do Vingt Rosado que tem previsão de ser entregue este mês em pleno início do processo eleitoral após se arrastar por toda gestão. A prefeita conta também que “comércio local não queria mais vender ao município”. Procuramos no Google notícias relacionadas a esse fato e não há qualquer menção a isso como fica demonstrado nos dois links entre parênteses (https://bityli.com/8X2j8 e https://bityli.com/j1DET).

Diz Rosalba:

“Assumimos o compromisso de colocar os salários em dia e colocamos, assumi o compromisso de recuperar o crédito da cidade para obras e não apenas conseguimos , mas já começamos a executar”.  

Os fatos: Rosalba até pegou esse jornalista desprevenido quando informou que quitou os salários atrasados de 2016. Mas segundo o Sindserpum (checamos antes de escrever este texto) os retroativos de maio, junho e julho ao reajuste daquele ano nunca foram pagos (http://blogdobarreto.com.br/sindicato-afirma-que-prefeitura-de-mossoro-ainda-nao-quitou-folha-de-2016/). Além disso, ao longo de toda a gestão Rosalba atrasou os salários chegando a quitar a folha de outubro do ano passado apenas no mês de dezembro (http://blogdobarreto.com.br/confira-o-calendario-de-pagamento-de-novembro-e-data-da-quitacao-da-folha-de-outubro-dos-servidores-da-prefeitura-de-mossoro/). Os pagamentos sempre foram fatiados separando salário base e adicionais. Sem contar que este ano com a desculpa da pandemia ela deixou de pagar o 13º aos aniversariantes do mês. Ainda temos os constantes atrasos na contribuição patronal da Previ-Mossoró (http://blogdobarreto.com.br/prefeitura-de-mossoro-e-que-mais-deixou-de-fazer-repasses-previdenciarios-no-rn-aponta-tce/) e os descontos dos empréstimos consignados (http://blogdobarreto.com.br/servidora-denuncia-prefeitura-de-mossoro-por-descontar-e-nao-repassar-valores-de-emprestimos-consignados/) e contribuição previdenciária dos servidores sem o devido repasse (http://blogdobarreto.com.br/presidente-do-previ-classifica-como-preocupante-atrasos-de-repasses-da-prefeitura/).

Diz Rosalba:

“Muita coisa foi feita: olhe o reequilíbrio com os salários até dos terceirizados em dia”.

Os fatos: os salários dos terceirizados seguem atrasando. Hoje cedo noticiamos mais um caso (http://blogdobarreto.com.br/terceirizadas-da-prefeitura-de-mossoro-seguem-rotina-de-salarios-atrasados/) e checamos com Sindicato dos Trabalhadores em Asseio, Conservação e Limpeza Urbana do RN (Sindlimp) que várias dívidas estão sendo tratadas em disputas na Justiça do Trabalho. Da empresa Vagalume os ex-funcionários lutam para receber cinco meses de salários, os da Art Service lutam por oito meses atrasados e o único acordo firmado é com os servidores da Prime para quitar pagamentos de 13 meses (quatro de 2016 e nove de 2018) que foram parcelados em três anos, com previsão de ser tudo pago ano que vem. Sem contar que as empresas que atrasam salários são constantemente premiadas com novos contratos milionários (https://mossorohoje.com.br/noticias/30206-terceirizada-ganha-novo-contrato-de-quase-r-17-milhoes-com-a-pmm).

Diz Rosalba:

“…tantos projetos inovadores como o Ônibus Inteligente”.

Os Fatos: não chega a ser uma informação totalmente inverídica. Realmente o aplicativo para acompanhar o trajeto dos ônibus existe, mas a prefeita omitiu que é obra da empresa Cidade do Sol (http://blogdobarreto.com.br/aplicativo-para-monitoramento-do-transporte-publico-deve-ficar-pronto-em-60-dias/). O aplicativo prometido para a marcação das consultas na saúde nunca saiu do status de promessa de campanha.

Além disso, o transporte segue deficiente e deficitário. Primeiro porque alguns bairros não tem linhas de ônibus como o Odete Rosado. Segundo que a empresa Cidade do Sol tem sofrido com a queda de receitas (https://mossorohoje.com.br/noticias/31344-empresa-de-transporte-coletivo-tem-receita-reduzida-em-90-em-mossoro) que se intensificou com a pandemia, mas a fragilidade do nosso transporte público é um problema antigo. (http://blogdobarreto.com.br/cidade-do-sol-alerta-para-dificuldades-para-se-manter-em-mossoro-apos-nova-alta-do-diesel/).

O restante da postagem cai no campo da subjetividade  como quando ela afirma que a “casa está arrumada” e nas perspectivas da campanha.

Veja o post de Rosalba:

https://www.instagram.com/p/CE5afW1JO1V/?igshid=8krrfvk23tn3

Categorias
Checagem de fatos

A foto da quentinha indicada como servida aos servidores do Hospital Tarcísio Maia procede? Checamos para você

Circula nos grupos de Whatsapp uma foto de uma gororoba oferecida aos servidores do Hospital Regional Tarcísio Maia. Como de praxe o assunto ganhou uma enorme proporção e críticas duras à governadora Fátima Bezerra (PT).

Mas a foto procede? O Blog do Barreto checou e confirma. A imagem e o contexto são verdadeiros como atesta a coordenadora do Setor de Nutrição do HRTM Leodise Cruz:

“O que aconteceu foi que um servidor novato, copeiro, que acabou de chegar do processo seletivo, errou na execução, mesmo ele tendo uma orientação de quantidades! Bastava o pessoal ter ligado para o setor e informado e pedido para recolher e refazer a quentinha como outros setores o fizeram! Ocorre que o pessoal da UTI-Covid tem esse tipo de comportamento! Essa refeição é a ceia (um lanche servido as 21 horas) que mesmo sendo lanche, em virtude de reclamações na mídia também, quando servimos cachorro quente, resolvermos fazer um mini jantar! Então amigo, não justifica essa foto para as mídias! Temos muita comida, de boa qualidade, bem preparada, saborosa é que o servidor pode repetir o prato quantas vezes quiser. Como o pessoal da covid-19 não pode sair para o refeitório nós enviamos para eles lá em quentinhas! Eles podem sim telefonar no setor, pedir para refazer e isso já se orientou várias vezes, mas preferem se fazer isso!”.

Categorias
Checagem de fatos

Houve aplicação de multa R$ 70 mil em bar? O Blog do Barreto foi conferir

Movimento em bar termina com ação da PM (Foto: cedida)

Ontem estourou no submundo dos grupos de Whtasapp a história de que uma batida policial no Bar do Jacaré no Bom Jeseus em Mossoró. A história é verdadeira, mas o restante fica por conta da criatividade alheia.

Logo surgiram os boatos de que foram aplicadas multas de R$ 70 mil para o proprietário e R$ 180 para cada um dos que estavam presentes.

Essa segunda informação não procede.

De fato, a Polícia Militar foi ao local e encerrou a festa que juntou cerca de 200 pessoas desrespeitando o isolamento social. O bar foi fechado e o proprietário foi a Delegacia de Plantão lavrar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

O Blog do Barreto conversou com Major Lima, comandante do 12º Batalhão da PM. Ele explicou que nenhuma multa foi aplicada no ato de ontem porque esta é uma função da Vigilância Sanitária que só foi acionada quando já estavam fazendo o procedimento na Delegacia de Plantão. “O proprietário vai se apresentar ao Juizado Criminal Especial em audiência e é possível que lá o juiz arbitre uma multa”, explica.

O Major Lima reforça a importância das pessoas evitarem aglomerações. “A população deve se precaver mais tendo em vista que os leitos da cidade estão lotados e a pandemia ainda existe”, complementa.

Ninguém foi detido.

 

Categorias
Matéria

Prefeita anuncia início de funcionamento de leitos que ainda estão indisponíveis

Prefeita anuncia início de serviço com horário e tudo, mas atendimento só começa amanhã (Foto: reprodução/redes sociais da PMM)

Na terça-feira enquanto três pacientes estavam lutando para sobreviver na UPA do Santo Antônio (dois foram transferidos para um local adequado para suspeitos de covid-19 e um morreu) a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) ia as redes sociais anunciar uma “boa nova” nas redes sociais:

“#HospitalDeCampanha Prefeita Rosalba Ciarlini anuncia início do funcionamento do Hospital São Luiz como hospital de campanha exclusivo para casos de coronavírus\\ ‘A partir das 19h de hoje os leitos hospitalares vão começar a funcionar para indivíduos que estão com o novo coronavírus’”.

Às “19h horas” era de terça-feira, repito.

O post ainda está nas redes sociais da Prefeitura de Mossoró como você pode conferir abaixo:

https://www.instagram.com/p/B_iDnfgg4bA/?igshid=qohldxwrfyx6

No entanto, o Blog do Barreto conferiu com a assessoria da Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e Infância de Mossoró (APAMIM), que vai administrar os leitos, que informou que o serviço só estará disponível a partir de amanhã, 1º de maio.

Na terça-feira o Blog do Barreto já informava que os pacientes da UPA do Santo Antônio não poderiam ir para o Hospital São Luiz porque era necessário dar alta a dois pacientes que estão internados lá e não estão com covid-19.

O detalhe omitido na propaganda oficial é que o funcionamento do São Luiz como hospital de campanha para pacientes da covid-19 é fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que envolve Ministério Público, Prefeitura de Mossoró, Governo do Estado e a APAMIM.

O acordo prevê um repasse de R$ 594 mil pelo município (contrapartida obrigatória) e demais parcelas (repasse dos recursos enviados pelo SUS para o Fundo Municipal de Saúde pelo serviço prestado pelo São Luiz – produção) que vai variar de um mês para outro conforme a quantidade de pacientes que estiver internados.

Já o Governo do Estado, o acordo prevê repasse de R$ 633 mil também a título de contrapartida.

Somando as contrapartidas do Estado e do Município, com o valor da produção do SUS, estima-se que o custo dos 100 leitos (35 UTI e 65 UCI) do São Luiz, estando 100% ocupado, seja de R$ 4,14 milhões/mês.

O descumprimento do TAC prevê multa de R$ 500 mil que serão convertidos para ações de combate e prevenção ao covid-19.

Confira o TAC_sobre o COVID-19 assinado MOSSORÓ

Categorias
Matéria

Prefeitura faz contabilidade fake sobre número de curados

Mistura de de dados de datas diferentes confunde a população

Num dia em que foi noticiado que os casos de covid-19 subiram 40% em Mossoró, a Prefeitura fez um verdadeiro malabarismo contábil para confundir a população.

Arengando com os números a equipe da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) vendeu a tese de que 70% dos pacientes com covid-19 em Mossoró estão curados.

No entanto, a própria Prefeitura de Mossoró se auto desmente ao anunciar que existem 164 casos confirmados e 83 curados.

Não precisa ser Osvald de Souza para saber que o percentual de curados em relação ao de casos confirmados é de 50% (50,6% para ser preciso).

Boletim da própria PMM traz 117 casos confirmados e 63 curados no dia 28

O que a Prefeitura fez? Ela pegou o boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) do dia 28 de abril que trazia 117 casos confirmados e cruzou com a informação do 29 divulgada pelo município de que haviam 83 curados. Ou seja: cruzou uma informação antiga com uma mais recente.

Dados sobre 83 curados só apareceram no boletim da PMM de ontem

O certo seria tratar os 117 casos confirmados do dia 28 com os 63 curados que consta no mesmo boletim. Isso dá um percentual de 53,8% de curados (dados do dia 28, reforço).

No boletim de ontem, a Sesap trouxe para Mossoró 164 casos confirmados e 63 curados (ver AQUI). Após a divulgação estadual a Prefeitura de Mossoró atualizou os seus números mantendo 164 confirmados e aumentando para 83 curados.

Em síntese: a Prefeitura cruzou dados de datas diferentes para passar a sensação de um percentual maior de curados.

Reportagem publicada no site da Prefeitura de Mossoró traz dado que mistura dados de datas diferentes

Leia a notícia da Prefeitura de Mossoró AQUI.

 

Categorias
Matéria

Checagem de fatos: vereador realmente está sem receber salário?

Vereador recebe sim salário por sua atuação parlamentar (Foto: arquivo)

O vereador Francisco Carlos (PP) propôs um desconto de 30% dos salários dos parlamentares municipais para contribuir ao fundo de combate e prevenção ao novo coronavírus. Logo surgiu uma reação na Internet acusando o parlamentar de fazer caridade com o chapéu alheio.

Motivo: ele não recebe salários como vereador. Procede?

Vamos aos fatos: em 2013 quando assumiu o cargo de vereador pela primeira vez, Francisco Carlos (na época no PV) anunciou que estaria abrindo mão dos salários. A mídia rosalbista vendeu a ideia como um gesto altruísta. Mas não era bem assim e este operário da informação desvendou o mistério para o Jornal O Mossoroense mostrando que o parlamentar acumulava salários como servidor de carreira do município e professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Ele não poderia receber os três salários e teve que abrir mão de um deles.

Essa situação prosseguiu durante toda legislatura anterior. Só que nesta, o vereador fez diferente. Ele abriu mão do salário de servidor da Prefeitura de Mossoró e passou a receber os subsídios de parlamentar acumulados com o de professor universitário.

Conferimos no Portal da Transparência da Câmara Municipal e lá consta que o vereador recebe os R$ 12.600 como seus demais colegas.

Então não procede que Francisco Carlos não recebe salário de vereador.

Nota do Blog: somente Sandra Rosado (PSDB) não recebe salário como vereadora. Por ser aposentada como deputada federal ela não poderia acumular o benefício com o subsídio de vereadora.